Geral

Paço ‘aposenta’ o cabresto em 2022

PREFEITO CERON DECLAROU QUE NÃO SE COBRARÁ POSICIONAMENTO PARTIDÁRIO DE NENHUM COMISSIONADO. É A DEMOCRACIA DO GRINGO PARA O CADA UM POR SI

Tradicionalmente o prefeito de uma cidade é o grande cabo eleitoral de uma eleição proporcional (Estadual e Federal). E quando governa uma cidade de porte maior como Lages, passa a ser cobiçado mais ainda. O time de servidores comissionados – mais de 300 em Lages entre funções gratificadas e os cargos em comissão propriamente ditos – geralmente rumam para o mesmo lado do comandante. Mas em Lages nesta eleição será diferente.

O QUE DIZ O GRINGO

“É que começa a veicular nas redes sociais e na imprensa que o prefeito disse isto, o prefeito disse aquilo. Mas quero deixar bem claro: Nós estamos numa grande coligação partidária que nos deu a vitória aqui na última eleição. E nós temos que respeitar a cada um, dentro do seu entendimento, do seu partido, da sua convivência, que ele tenha toda a liberdade para escolher seu candidato a Presidência da República, a governador, a senador, a deputado Federal e Estadual. Então, essa liberdade, esse entendimento é que temos, eu e o vice Juliano, afim de que, embora sejam acaloradas as discussões, elas são nervosas, é assim mesmo, a democracia. Mas que a gente respeite exatamente o pensamento de cada pessoa. E dentro do seu pensamento, de sua liderança, ele trabalhe para o candidato que ele deseje trabalhar”.

Essa liberdade de ‘expressão e votação’ pregada por Ceron foi inclusive parte do discurso na manhã de segunda-feira, na posse de Gabriel Córdova na Seplam

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *