Geral

PL fecha com PP na Alesc

PARTIDO ENSAIOU LANÇAR CANDIDATO À PRESIDÊNCIA. MAS BATEU MARTELO NO NOME DE PROGRESSISTA EM NOME DA FORMAÇÃO DA BASE DE JORGINHO

Numa costura absolutamente discreta, governador eleito Jorginho Mello segue formatando não só a equipe de governo, mas a base de sustentação no parlamento catarinense. Correu notícias de que o partido que ele integra, o PL, lançaria candidato à presidência.

ENTRETANTO

Na conversa desta semana se optou pela convergência (e conveniência) de manter a estratégia de isolamento do PSD e MDB na Alesc e puxar PP e PT para a composição. Nesse sentido, os liberais fecharam com Zé Milton Scheffer, parlamentar do PP que deverá presidir o parlamento em 2023, primeiro ano de Jorginho.

Deputado lageano, Marcius Machado, integra-se aos colegas de PL que, em nome da governabilidade e da formação da maioria sem ficar refém das costuras de raposas do PSD, apostam em Zé Milton (ao lado de Ana Campagnolo), o deputado progressista que deve presidir a Alesc no primeiro ano da era Jorginho

O QUE SE DESENHA?

A previsão seria de Zé Milton (PP) assumir a presidência em 2023. Já no ano seguinte o cargo caberia ao deputado Fabiano da Luz (PT), numa estratégia de ter, na soma desses e de outros parlamentares de partidos diferentes, uma maioria folgada para Jorginho Mello no parlamento catarinense.

Deputado Zé Milton é engenheiro agrônomo (dos quadros da Epagri) e foi um dos eleitos pelo PP na eleição deste ano. No registro ele em conversa com o governador Moisés

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *