Geral

Ponte Grande na conta da Semasa

MANOBRA ORÇAMENTÁRIA (LEGAL) APROVADA NA CÂMARA RETIRA R$ 6,8 MILHÕES DO COMPLEXO PONTE GRANDE PORQUE É A SEMASA QUE BANCARÁ ESSE CUSTO E NÃO A ENTIDADE PREFEITURA. A MÃE É A MESMA, MAS O BOLSO É OUTRO.

Sempre se pregou (com razão) que o Complexo Ponte Grande, mais que uma obra estruturante, constitui-se um investimento em saneamento. Mesmo assim, desde o princípio, a Semasa não aportava um níquel na obra. Não aportava porque agora aportará. Isso ficou claro na aprovação do projeto de lei 063/21 oriundo do Paço.

DO QUE SE TRATA

Os vereadores aprovaram a anulação de uma dotação na ordem de R$ 6.800.000,00 que estava na rubrica da Secretaria de Obras e Planejamento. O montante estava acomodado ali exatamente para atender demandas de custos nas obras do Complexo Ponte Grande. Na justificativa do projeto consta que “estas despesas estão sendo executadas e controladas pela Semasa, no orçamento da referida secretaria. Sendo assim, não serão registradas despesas desta obra na entidade Prefeitura”.

PARA ONDE FORAM OS R$ 6.800.000,00

Ainda constou da aprovação da alteração orçamentária a previsão da destinação dos R$ 6,8 milhões que deixaram a rubrica da Secretaria de Obras como o Fundo Municipal de Saúde por novo endereço. O montante ajudará custear despesas de enfrentamento à pandemia.

O Complexo Ponte Grande compreende saneamento básico nas imediações do rio do mesmo nome e pavimentação asfáltica em pelo menos uma das laterais do caudaloso

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *