Geral

Prêmio e recursos ao Lixo Zero

INICIATIVA TEM RECONHECIMENTO E APORTE DE VERBA NA SERRA

Está neste link a informação da Organização Orzil sobre a liberação de recursos do Ministério do Meio Ambiente, através do Consórcio da Amures (Sisama) para o projeto Lixo Zero que abrange os 18 municípios da Serra Catarinense. O referido programa é executado numa tríplice parceria: Prefeitura de Lages, Amures (Sisama) e Udesc (CAV).

PRÊMIO EM DEZEMBRO

Essa iniciativa em Lages e na Serra Catarinense repercute em âmbito de Brasil ao ponto de ter conquistado o Prêmio Nacional Lixo Zero. Como o ato de premiação ocorreu no dia 23 de dezembro de forma virtual, já com a Prefeitura de Lages em recesso, o assunto não repercutiu muito. Mas é algo extraordinário esse reconhecimento, evitando a preocupação técnica com a destinação do lixo orgânico, através de iniciativas que estão dando bons resultados e reconhecimento.

SOBRE O PRÊMIO

O Projeto Lixo Orgânico Zero concorreu com diversas iniciativas brasileiras e esteve no seleto grupo do hall dos participantes inscrito na categoria Compostagem com a proposição do “vaso compostor”, depois de experimentos assíduos e comprovação de eficiência. O vaso compostor, vencedor do Prêmio em 2020, é uma das dinâmicas que proporcionaram a visualização da simplicidade do processo de compostagem, ampliando consideravelmente a dinâmica do trabalho, e teve o apoio do presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), Robrigo Sabatine, e da Juventude Lixo Zero, na divulgação.

O vaso compostor/Método Lages de Compostagem foi descrito em um artigo da revista norte-americana BioCycle, em outubro deste ano.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *