Geral

PSD quer (de novo) protagonismo em SC

PARTIDO QUE ADMINISTROU O ESTADO POR 8 ANOS REÚNE LIDERANÇAS FOCANDO A ELEIÇÃO DE 2024

O protagonismo de Santa Catarina e não, necessariamente, do PSD. Esse foi o mote da mobilização que reuniu lideranças do partido e simpatizantes de outras siglas na primeira grande reunião pessedista neste ano. Integraram-se ao encontro deputados de siglas como MDB, Republicanos e Podemos e também o próprio ex-governador Moisés participou da plenária liderada pelo presidente Eron Giordani.

QUASE 1/3 DOS CATARINENSES

Coube ao próprio Giordani a mensagem de otimismo sobre o protagonismo do PSD em Santa Catarina, inclusive com a agregação do prefeito Salvaro (Criciúma) à sigla. São 45 municípios administrados pela sigla com gestões atendendo 2 milhões de catarinenses, quase um terço da população. “Estamos firmando um compromisso com os catarinenses focando a eleição do ano que vem e de 2026”, apontou Eron Giordani que passa a impressão de ter dado uma oxigenação no PSD do Estado.

TRÊS EX-GOVERNADORES

O encontrão do PSD trouxe a Santa Catarina o presidente da sigla Gilberto Kassab, o governador paranaense Ratinho Júnior, além de agregar no mesmo ambiente lideranças como Topázio Neto que administra Floripa e o ex da Capital, Gean Loureiro. Destaque ainda para três ex-governadores integrados ao encontro: Carlos Moisés, o mais recente, Raimundo Colombo e Jorge Bornhausen.

Colombo, na fileira à esquerda ouvindo Giordani, o condutor dos passos do PSD em SC

Um painel mediado pelo deputado Mário Motta ouviu ideias e falou sobre ideais do PSD com lideranças como Ratinho Júnior, Kassab e Topázio

O partido também deu boas vindas a lideranças que se integram agora como Clésio Salvaro, o prefeito de Criciúma

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *