Geral

PT justifica voto salvando Moisés

DEPUTADO FABIANO DA LUZ EMITIU NOTA. DIZ QUE NÃO QUIS QUE O GOVERNADOR MOISÉS SE TORNASSE ‘OUTRA DILMA’

Dos quatro deputados estaduais responsáveis pela devolução de Carlos Moisés ao cargo, o único que emitiu nota explicativa sobre a postura foi Fabiano da Luz. O petista, tanto em março quanto em maio, votou pela absolvição do governador em relação àquilo a ele imputado. Trecho da nota aponta que:

“O voto do deputado estadual Fabiano da Luz (…) foi construído democraticamente com a direção executiva do PT e a bancada da sigla na Alesc. O posicionamento teve como base princípios sempre defendidos pelo partido e pautados pela defesa da democracia e do estado de direito”.

MOISÉS E DILMA

“O PT já foi vítima de uma profunda agressão com o golpe que se constituiu em 2016 e que resultou no impeachment da presidenta Dilma Rousseff e jamais será algoz de ações que rasguem a Constituição, que maculem o estado de direito ou que inviabilizem a democracia, que é um valor universal, sobretudo neste grave momento em que o Brasil vive, com lampejos visíveis de autoritarismo”.

Deputado Fabiano da Luz: “Por estas razões e porque até o momento não há provas das digitais do governador no episódio e nem a sua omissão, a posição do PT é pelo arquivamento”.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.