Geral

Quem será ‘o cara’ de Jorginho na Serra?

Nas engenharias de cargos do futuro governo catarinense, desenha-se a instalação de cinco regionais no Estado. Joinville, Blumenau, Chapecó, Criciúma e Lages. Nessas cidades haveria uma estrutura básica de gestão, liderada por uma espécie de ‘secretário descentralizado’. Pelas informações, seria aos moldes daquilo que Jorge Bornhausen implementou quando governador de SC.

E O NOME DE LAGES?

Essa é a grande dúvida. O Partido Liberal até que tem bons nomes em suas fileiras em âmbito de Lages, mas nenhum que possa ser apontado como o possível para tal empreitada. Talvez até o Cidadania de Carmen Zanotto possa indicar alguém para ser ‘o cara’ de Jorginho Mello na Serra Catarinense.

PODE SER ‘A CARA’

Houve quem informasse a possibilidade dessa função na Serra Catarinense ser exercida por uma prefeita da atual safra. Como o Partido Liberal tem Milena Lopes (Vargem) e Fernanda Córdova (Palmeira), não estaria fora do radar uma delas ser escalada para a missão, renunciando à função de prefeita.

Milena Lopes (esquerda) exerce liderança no PL, inclusive coordenando o partido na região que compreende Vargem, Abdon Batista, Campos Novos e imediações. No registro, ela com Daniela Reinehr, Magno Malta e o governador eleito, quando de evento do PL em Lages

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *