Geral

R$ 2.140,00 a quem ignorar isolamento

POSITIVADOS PELA COVID-19 NÃO PODEM CIRCULAR, SOB PENA DE MULTA

Não raras vezes têm informações de que pessoas, após diagnosticadas pela Covid-19, antes de cumprirem o isolamento (quarentena) acabam sendo vistas na rua. O decreto assinado neste domingo disciplina o tipo de multa a essas pessoas que, independente do documento municipal, cometem crime passível de representação do Ministério Público.

TEOR DA MULTA

De acordo com o emanado pelo decreto, aquela pessoa que positivada ignorar a recomendação de isolamento, em se confirmando a exposição pública (saída na rua), receberá multa de R$ 2.140,00. “Além das demais sanções penais cabíveis”.

DECRETO ADENTRA EM CONDOMÍNIOS

O documento assinado pelo prefeito Ceron conceitua aglomeração (duas ou mis pessoas que não forem da mesma família reunidas), estabelece multa para quem não manter distanciamento de 1,5 metros (um metro e meio) e inclusive incluiu a obrigatoriedade de máscara em áreas comuns de condomínios.

DECRETO ESPECIFICA

Desta vez, para reduzir dúvidas sobre o que pode e não pode funcionar, o decreto reforçou o impedimento para algumas atividades. É o caso de igrejas e templos religiosos que não podem realizar celebrações presenciais de qualquer natureza. Da mesma forma, reunião em casas, sítios e condomínios onde se constate presença de pessoas que não integram o núcleo familiar, está suspensa na vigência do decreto (09 a 15.03).

NADA DE CORRIDA DE RUA*

Nenhuma atividade esportiva (amadora ou profissional), incluindo então corrida de rua e/ou caminhada pode ser desenvolvida. O decreto observa ainda que as lojas de departamento, mesmo que possuam entre seus itens alimentos, não podem abrir as portas. Observação deve ter sido pensada especialmente para as duas unidades da Havan e Lages.

Bastidores da decisão pelo lockdown apontam que o prefeito Ceron relutou muito na adoção da medida, por entender do significado para a economia de Lages.

PORÉM

Os dados apresentados pela área técnica da Saúde, liderada pelo secretário Claiton Camargo de Souza, de tendência de piorar o cenário, sem perspectiva de disponibilidade de leitos de UTI (e os existentes todos ocupados), deixou o Gringo sem opção, exceto a referida medida.

IDEIA ERA QUINZENA

Ainda segundo informações apuradas, a sugestão inicial ao prefeito Ceron era de que o decreto de lockdown nas atividades não essenciais se estendesse por 15 dias (09 a 22 de março). Mas o prefeito argumentou que, se houver desaceleração no número de casos e espaços hospitalares para internamento, uma semana seria suficiente. Logicamente, em se mantendo o cenário, o decreto poderá ser prorrogado.

ATUALIZANDO

*Internautas me corrigiram nos comentários ao interpretar o decreto. Com razão apontam que atividades físicas (caminhada, corrida, ciclismo) conforme o próprio decreto, tem permissão, seguindo protocolos!

Compartilhe

4 comentários para: “R$ 2.140,00 a quem ignorar isolamento”

  1. Corrida de rua e caminhada, pelo Decreto, pode. Item XLVII do Art. 1. Portanto é uma das exceções.

  2. Caro Edson, no meu entendimento, pelo novo decreto, na alínea XLVii do ART 1, atividades individuais ao ar livre (caminhada, corrida, ciclismo) estão liberadas.

  3. Estive várias horas no centro de triagem levando pessoas da minha família para consultar, e o que eu percebi é que não são todos que preenchem os requisitos para fazer o exame.
    Mas dos que fazem, muitos são jovens e basta você ficar um tempo ali na frente e você percebe quem deu positivo ou não, eles chamam pelo nome e falam num volume que todos possam escutar, exemplo: seu Pedro o seu exame deu negativo, dona Lúcia o médico vai falar com a Sra, esses que o médico vai falar, são positivos, e nem todos tem sintomas que o façam ficar em casa, não fazem a quarentena, o vírus está se espalhando bastante devido a irresponsabilidade de muitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *