Geral

‘Rota das Anitas’ longe de Lages

GAÚCHOS REVERENCIAM A GUERREIRA COM UMA PROGRAMAÇÃO ITINERANTE. MAS LAGES QUE JÁ REIVINDICOU SER A TERRA DE NASCIMENTO DA HEROÍNA…

Volta e meia a história de Anita Garibaldi entra na pauta de um estudioso ou outro, defendendo ter ela nascido ali nas cercanias do Cajuru, caminho para a Coxilha Rica. Entretanto, Lages se mantém pouco partícipe na reverência à heroína. Se os políticos Ramos desfilam nas denominações de espaços, praças e ruas da cidade, Anita Garibaldi se quer um busto, quiçá um monumento há nas terras de Lages. Enquanto isso, no Rio Grande do Sul até uma rota foi criada para comemorar o bicentenário de nascimento da heroína.

SOBRE A ROTA DAS ANITAS

Começando neste domingo, 27, na Fazenda do Socorro, caminho de Lages em direção a Vacaria (já no lado gaúcho), tem início à programação do projeto Rota das Anitas. A Secretaria de Estado de Turismo/RS criou o referido projeto que percorre, além de Vacaria, os municípios de Bom Jesus, São Francisco de Paula, Santo Antônio da Patrulha, Viamão, São Sebastião do Caí, Capivari do Sul, Palmares do Sul e Mostardas.

AINDA SOBRE O PROJETO

A Rota das Anitas consiste na exibição de painéis com reverência à trajetória da heroína, além de programações alusivas ao bicentenário de nascimento da guerreira.

Por ter combatido no Brasil durante a Revolução Farroupilha e em batalhas pela unificação italiana ao lado do marido Giuseppe Garibaldi, com quem se casou no Uruguai, passou a ser reconhecida como a Heroína dos Dois Mundos.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *