Geral

São Joaquim: MP investiga gasolina

MUNICÍPIO TEM UMA DAS GASOLINAS MAIS CARAS DO ESTADO. MINISTÉRIO PÚBLICO INSTAUROU PROCEDIMENTO

Quando um posto da bandeira American Oil chegou a São Joaquim foi aquela alegria. O estabelecimento vendia a preços mais em conta que os concorrentes, inclusivo segurando a elevação de valores praticados em outros postos. Mas a política de preços não durou muito. Talvez por causa de custeio, política da Petrobrás e outras circunstâncias, o fato é que o posto na frente do cemitério passou a praticar preços semelhantes (não necessariamente igual), aos demais.

MINISTÉRIO PÚBLICO EM AÇÃO

Já vem desde meados de agosto a reclamação do consumidor joaquinense em relação aos preços praticados nos postos. Simplesmente, a média é de R$ 5,67 o litro da gasolina comum. Isso significa até R$ 1,00 a mais por litro em relação a Florianópolis e, em média, R$ 0,70 mais caro que o mesmo produto em Lages, inclusive de postos com a mesma bandeira.

Por causa dos preços elevados e suspeitas de consumidores sobre tais valores que levaram à apresentação de denúncias no Ministério Público, a Promotora de Justiça Rafaela Vieira Bergmann instaurou um procedimento de investigação. Entre outras situações, vai se buscar saber a razão daqueles 4,8% a menos que a Petrobrás reduziu em agosto e outros 7% em setembro, não chegarem nas bombas aos consumidores joaquinenses.

Em um card aleatório, os dados acima são do preço da gasolina em outubro do ano passado, em um comparativo entre Lages e Vacaria

A foto de São Joaquim no post é de MSM Imagens Aéreas

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *