Geral

Serra do Corvo Branco: E o asfalto?

PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO SEGUE NA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA

No começo do ano noticiávamos que em meados de abril o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura, lançaria o processo de licitação para asfaltar o restante do trecho de chegada (nos dois sentidos) à Serra do Corvo Branco. A travessia e descida da referida serra também receberia (e receberá) pavimentação. Mas o mês de abril está acabando e como está a situação?

INFORMAÇÕES OFICIAIS

O próprio Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, confirma que está em andamento a abertura da licitação para a pavimentação do último trecho da SC-370 (Serra do Corvo Branco).

PROJETO ESTÁ PRONTO

As obras estão paradas desde 2017, após a rescisão, em comum acordo, com o consórcio encarregado pelos serviços. À época constatou-se a inviabilidade técnica, ambiental e econômica do projeto inicial, que passou por uma revisão, sendo concluído em 2019.

TEOR DO PROJETO ATUAL

O atual projeto contempla as condições necessárias para torná-lo exequível, restando apenas o licenciamento ambiental. A partir daí, será possível lançar o edital para a contratação da obra de pavimentação do trecho de nove quilômetros de extensão e que está orçada em aproximadamente R$ 41 milhões – em valores atuais.

ENTENDA O QUE FALTA

A pavimentação da SC-370 teve início em 2008 e foi dividida em três segmentos. Dois já foram concluídos: o segmento 1, que compreende trecho de 20 km de Urubici até 5 km antes de chegar à Serra; e o segmento 3, com 23 km de Grão-Pará até o pé da Serra. Foram investidos R$ 75 milhões nessas duas etapas. Resta o segmento 2, único trecho que está sem pavimentação e considerado o mais sensível.

A ordem de serviços para elaboração do projeto foi assinado em agosto do ano passado pelo governador Moisés juntamente com o prefeito Zilli (Urubici) e o então secretário da Infraestrutura do Estado, Thiago Vieira (direita)

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *