Geral

Simproel quer Carmen contra reforma

Diretoria do Simproel, entidade que reúne cerca de 1.500 profissionais (ativos e inativos) da área do ensino municipal de Lages se reuniu com a deputada federal Carmen Zanotto. Na pauta um pedido que já era esperado. O Simproel quer que a parlamentar se posicione e vote contra o texto proposto da Reforma da Previdência.

PEDIDO DA PRESIDENTE

Professora Elaine Moraes, que preside o Simproel, entregou um ofício à deputada, justificando o posicionamento contrário da categoria ao texto. “A PEC fere o princípio constitucional da solidariedade, pois retira o direito a uma aposentadoria digna daqueles que batalham para gerar as riquezas do nosso país”.

NENHUM DIREITO A MENOS

A presidente do Simproel falou ainda sobre a situação dos professores e clamou pela não retirada de direitos da categoria. “Precisamos que a única representante do município na Câmara dos Deputados não compactue com a retirada de direitos dos profissionais da educação”.

POSIÇÃO DA DEPUTADA

Carmen Zanotto ressaltou que é contra alguns pontos do texto atual, e se comprometeu a pleitear alterações para reduzir os impactos aos professores.

Diretoria do Simproel na conversa pedindo que Carmen Zanotto se posicione contra a atual proposta da reforma da previdência

PONTOS ‘HORRÍVEIS’ PARA O MAGISTÉRIO

Duas situações em especial causam preocupação para os profissionais do magistério que atuam na rede pública, a partir da aprovação da reforma da previdência. Uma delas é o aumento do tempo de trabalho já que altera as atuais regras e, a mais preocupante, é a instituição do teto do INSS para novas aposentadorias. Hoje os professores municipais se aposentam numa média de R$ 8 mil a R$ 9 mil mensais. Com a reforma, nenhuma aposentadoria chegará a R$ 6 mil por mês.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *