Geral

Sobre a derrubada de árvores no Tanque

COM A OBRA DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE ESTÁ SENDO FEITA A DERRUBADA DE ÁRVORES. O ASSUNTO RENDE DÚVIDAS E QUESTIONAMENTOS DEVIDO AO RECEIO DO TANQUE FICAR ‘PELADO’ IGUAL AO CALÇADÃO

Embora tenha ficado moderno e bonito, o novo Calçadão de Lages, após as obras de revitalização, foi motivo de polêmica devido à retirada de muitas árvores que ali existiam. Assim, tão logo se testemunhou a derrubada de árvores no projeto de revitalização do Tanque (parque Jonas Ramos), vieram registros lamentando a supressão das mesmas.

Aqui um dos registros fotográficos sobre a derrubada de árvores no parque que está em obras de revitalização

O QUE ESTÁ ACONTECENDO A RESPEITO?

Dentro da premissa de buscar a informação exata da situação, fizemos contato com Paulo Marques (Comunicação) e o secretário Delfes (Meio Ambiente). Ambos nos municiaram de informações técnicas sobre as providências adotadas e a necessidade da supressão de árvores. Desde o princípio, a informação é de que a providência (do corte) parte um relatório de especialistas do Curso de Engenharia Florestal do campus da Udesc Lages (CAV). E esse relatório embasa a providência, inclusive apontando todo o inventário de espécies e tipos de árvores existentes no Tanque. Algumas são invasoras (terão que ser cortadas) e outras inclusive apresentam toxidade que colocam em risco a própria saúde das pessoas e de animais de estimação.

Este conteúdo acima integra o relatório e apresenta um inventário minucioso com todas as plantas e árvores existentes no Parque Jonas Ramos

Aqui o levantamento sobre o que é árvore nativa, exótica e exótica invasora, considerando as categorias. As exóticas invasoras devem ser suprimidas (cortadas) e substituídas por nativas

A situação de algumas árvores existentes no Tanque e que não receberam cuidados no manejo. Boa parte delas, inclusive são invasoras, que precisam ser cortadas

E aqui está trecho da conclusão do relatório que foi elaborado pelos professores doutores Raquel Kanieski e Marcos Nicoletti com a colaboração do também professor doutor Márcio Navroski

CALÇADÃO E TANQUE

A Prefeitura de Lages tem o precedente da obra de revitalização do Calçadão que se houve relatório semelhante acima, ele não se tornou público. E existe o receio da principal praça de Lages ‘ficar pelada’ em termos de vegetação. Entretanto, o relatório com 14 páginas é absolutamente técnico e aponta que é questão de tempo a necessidade do corte das árvores ditas invasoras. Inclusive algumas delas estão com raízes avançando nas calçadas, havendo a necessidade de tal interferência.

AINDA SOBRE O ASSUNTO

Secretário Delfes (Meio Ambiente) observa que as árvores invasoras e as tóxicas serão substituídas por espécies nativas, inclusive erva mate que muitas pessoas não conhecem. Delfes observa que, com o relatório técnico em mãos, foi feita reunião com a entidade Amigos do Tanque, onde o assunto pelo corte ou não das árvores foi colocado em votação, havendo concordância – diante dos argumentos técnicos – pela providência.

ASSIM

A gente acredita que ainda haverá críticas à providência. Mas os documentos e argumentos deixam claro a necessidade. Em havendo críticas essas tendem a ter mais peso político de combate à gestão que embasamento técnico pela contrariedade. Da nossa parte as informações estão postas e tirem suas conclusões com sabedoria!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *