Geral

Tereza Ramos: Nova ala em três semanas

DATA DE 14.08 FOI DADA PELO GOVERNADOR MOISÉS

Comissão da Câmara de Vereadores de Acompanhamento das Obras da Nova Ala do Hospital Tereza Ramos (sic!) esteve no começo de maio na estrutura e saiu de lá com a informação de que a estrutura funcionaria ainda naquele mês. Não era verdade e nem poderia ser. Colocar 28 leitos de UTI e mais espaços de internamentos para funcionar sem profissionais seria impossível. Daí veio o processo seletivo, houve chamamento de aprovados e, pelo andar da burocracia, vai prevalecer a data anunciada pelo governador Moisés para a entrada em funcionamento da nova ala.

QUANDO ENTÃO?

Quando esteve em Lages lá no mês de fevereiro, o governador Moisés disparou a data: 14 de agosto. A véspera do dia da Padroeira de Lages foi apontada como aquela em que teríamos esse reforço hospitalar na cidade. E olha que o governador apontou a data bem antes dessa pandemia ceifar vidas e causar intranquilidade entre nós. Mas se a data é 14 de agosto – e governador em regra não mente – estamos a três semanas de ter a estrutura aberta, funcionando e com recursos humanos para atender as demandas. Ainda demora um pouquinho, mas antes tarde que mais tarde!

OBRAS DA NOVA ALA

EM QUATRO MOMENTOS

Lageano que visualiza ali da janela o surgimento dessa estrutura, compartilha conosco e com nossa audiência na página, quatro momentos distintos da obra de implantação desse novo espaço para salvar vidas de lageanos, serranos e catarinenses.

Era final de maio de 2008 e já tínhamos a proposta em vista de recebermos a ampliação do Tereza Ramos. Na época o que tínhamos era esse capoeirão onde antigamente funcionou o Vermelhão de Copacabana. A área retornou ao município que fez doação ao Estado para erguer a nova ala hospitalar…

Cinco anos e 11 meses depois, a obra já era essa realidade. O registro é de abril de 2014 com a estrutura sendo erguida e previsão inicial de conclusão para 2017

Ainda era 2014, agora no mês de julho e a obra deu essa avançada…

O tempo passou, a obra ficou pronta, mas passou a faltar sempre um detalhezinho para a operacionalização. Trocou governo, veio o atual que prospectou auditoria, levantamento da obra e conclusão de algumas situações. Mas pelo jeito, agora com a última etapa – da contratação de pessoal – finalmente teremos a nova ala em funcionamento!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *