Geral

A tragédia da semana na BR-282

A semana foi marcada pela consternação coletiva com a notícia da morte das quatro moças que estavam no veículo GM Ônix que rodopiou, colidiu e o choque resultou na morte das quatro ocupantes.

SEPULTAMENTO

O acidente ocorreu na terça-feira, 25. Por causa dos procedimentos que envolveram liberação dos corpos e traslados de Lages/SC a Dois Vizinhos/PR, os sepultamentos aconteceram na quinta-feira, 27, às 17 horas. Assim, estes dias têm sido de lamento e comoção na cidade de 36 mil habitantes.

As vítimas fatais do acidente em publicação feita no Jornal de Beltrão, da cidade de Francisco Beltrão, a partir de fotos delas em perfis das redes sociais. Todas morreram em decorrência do acidente.

Uma das vítimas, Paloma Corrêa, compartilhou no Instagram esse registro, na passagem por Lages, mostrando a condição do tempo que iriam enfrentar em direção ao Paraná. Foi o último registro dela, numa viagem que não chegou ao fim.

O velório coletivo no Centro Comunitário da Paróquia Imaculada Conceição em Dois Vizinhos/PR aconteceu na quinta-feira, 27.

PAI FALA DA PERDA DA FILHA

Nilson Silvestro é coordenador regional de Educação na cidade de Dois Vizinhos/PR. Pai de uma das vítimas, Bruna Silvestro, ele deu uma entrevista na Rádio Educadora do município ao jornalista Valdir Pagnoncelli:

“Vim por saber que a minha filha, que eu tenho certeza que já está lá em cima olhando pela gente, gostaria que eu fizesse uma homenagem para ela (…). A minha filha se dedicou aos estudos e ao trabalho, formou-se médica, estava trabalhando. Eu tenho certeza que ela está me escutando nesse momento e, filha, se eu não te disse o quanto eu te amava, quero que nesse momento você saiba disso. Eu te amo muito. Vou continuar te amando muito”.

MAIS PALAVRAS DE UM PAI

“Eu te peço perdão por tudo o que eu não consegui fazer por você, mas eu tentei. Como pai, eu tentei. Vou sofrer muito a tua ausência. Você fez uma viagem que não teve retorno, mas você estará sempre em nossos corações: meu, da Mariza, da Laura, da nossa família (…). Do alto dos meus 60 anos, eu tive que enfrentar muitas lutas, muitas dificuldades, até fome eu passei, mas essas batalhas não foram nada perto do que vou ter que viver para superar a tua ausência”.

Com informações Rádio Educadora – Dois Vizinhos/PR e Jornal de Beltrão

Compartilhe

1 comentário para: “A tragédia da semana na BR-282”

  1. Orar para acalmar… Deus sabe o que faz… Nós não sabemos o pensamos ou fazemos… Sentimentos aos Familiares e amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *