Geral

Trânsito: Não vai melhorar? Deixa assim!

Integramos a lista daqueles que viram com bons olhos o binário na Rua Frei Gabriel. Fluidez no trânsito, atendimento da coletividade e não da população local, tudo naquele conceito de dar modernidade à mobilidade. Até porque, se ouvidas as resistências ainda teríamos mão dupla em ruas como Frei Rogério, Humberto de Campos e nem haveria fechamento de retorno nas avenidas de Lages.

MAS VALE O DESGASTE?

Vendo as pedradas atiradas contra aqueles que viabilizaram o binário e conferindo o bate boca que virou a retirada do semáforo da frente do Map Hotel a gente pensa se vale a pena estar fazendo essas mexidas. É uma multidão criticando, reclamando, excomungando, enfim, um desgaste que a administração acaba arcando, assim meio de graça.

E TEM INVENCIONICE...

Além dessas mexidas cheias de questionamentos, tem coisas também que não tem porque se meter. Retirar o semáforo do cruzamento da Humberto de Campos com a Walmor Ribeiro (na frente do Ivo Silveira), por exemplo. Não tem estudo que concorde com isso.

OBSERVEM QUE…

A rua Humberto de Campos virou ponto de fuga para o Coral e a Walmor Ribeiro alternativa para quem quer cortar caminho da Presidente Vargas pelo ‘interior’ do Sagrado. Daí inventar a retirada do semáforo merece bordoadas mesmo. A máxima no trânsito tem que ser: Não vai melhorar? Deixa assim, não se mete. Está ruim, mas está bom!

Se fosse para retirar esse semáforo, isso teria ocorrido quando do asfaltamento da Humberto de Campos. Hoje essa via é de trânsito intenso em direção à Camões, no Coral

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *