Geral

Travessia na D. Pedro: Antes tarde que…

DEPOIS QUE UMA SENHORA MORREU ATROPELADA NA FAIXA DE PEDESTRE, PREFEITURA CONFIRMA FAIXA ELEVADA PARA PEDESTRE NA AVENIDA

Mesmo com uma lombada na frente da Igreja do Navio, o trecho a partir do Colégio Industrial em direção ao Sul de Lages da Avenida D. Pedro II é um Deus nos acuda, em termos de velocidade. Somada a outras imprudências, a velocidade acima do permitido torna o local uma verdadeira roleta russa para quem depende e precisa atravessar a avenida. Em julho uma senhora morreu após ter sido atropelada quando tentava atravessar com a neta na faixa de pedestre. Agora a prefeitura tomará providência.

FAIXA ELEVADA

Diretor de Planejamento, Roberto Provenzano, esteve com o engenheiro Sérgio Todeschini, definindo o local onde será implantada a faixa elevada para pedestre. O local não é aquele onde ocorrem acidentes, mas já fará os veículos desacelerarem ao deixarem o semáforo do Colégio Industrial. “Estivemos aqui no local onde iremos implantar estas travessias nos dois lados da via. O conselho (Municipal de Trânsito) já havia feito o pedido e a prefeitura já realizado o trabalho de intensificação da sinalização horizontal neste trecho para diminuição de velocidade”, explica Provenzano da Seplam.

Todeschini e Provenzano no local onde será erguida uma travessia elevada de pedestre que vai reforçar a segurança na passagem de pedestres entre os bairros Santa Rita e Vila Nova

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *