Geral

Uma lição sobre o Corredor das Tropas

PRODUÇÃO DESTACA O SIGNIFICADO DESSE MONUMENTO PARA NOSSA HISTÓRIA E QUESTIONA A DEPREDAÇÃO

Enquanto o poder público fica nesse faz de conta de espanto, uma das paisagens que é puro encanto nas terras da Serra Catarinense foi golpeada, talvez pela falta de orientação. Um trecho do Corredor das Tropas ali nos descampados entre Lages e Painel foi alvo de manobras de jeepeiros, durante a realização do evento Transcatarina no mês de julho. O referido trecho foi danificado, com pedras deslocadas e vegetação destruída. A fala de um participante das manobras deixa dúvida se o fizeram por erro, engano ou satisfação. O fato é que o desrespeito se materializou e o episódio precisa servir pelo menos como alerta para não voltar a se repetir.

AÇÃO PRÁTICA NESSE SENTIDO

Ao invés de ficar na taipa das lamentações, o guapo Ramiro Amorim, um dos melhores letristas que tenho conhecimento nos tempos de agora, firmou parceria com Augusto Camargo (Photo & Vídeo). Com a narração ora de Ramiro, ora do próprio Augusto Camargo, colocaram as belas trilhas musicais do Quarteto Coração de Potro e elaboraram um breve vídeo que conta rapidamente a história do Corredor das Tropas. E, no ensejo, clamam por respeito ao patrimônio e preservação.

A primeira cena do vídeo é essa dando ideia do que os ‘desbravadores’ fizeram em um território sagrado para a história e a cultura da Serra Catarinense

O material contextualiza a razão da existência do Corredor e clama para a importância da preservação daquilo que é a mais pura história daqueles que viveram dias atrás, antes de nós!

REGISTRE-SE QUE…

Não houve qualquer informação sobre identificação e punição aos aloprados que percorreram o Corredor das Tropas deixando vestígios de estrago de toda ordem. Deveriam, no mínimo, ser obrigados a assistir umas dez vezes o vídeo acima, para entenderem que por mais que percorram os matos com seus veículos potentes, tem história construída nesses descampados de meu Deus que merece respeito!

ONDE VER?

O conteúdo dura apenas 5 minutos e aos interessados em conferir, a gente recomenda acessando aqui!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *