Geral

UPA: Ceron anuncia providência

PREFEITO ENCOMENDOU ESTUDO PARA TERCEIRIZAR OS SERVIÇOS DA UPA JÁ QUE O MODELO ATUAL ESTÁ GERANDO PROTESTO E RECLAMAÇÕES

“Primeira providência que tomei na área da saúde quando iniciamos como prefeito foi recuperar o projeto da UPA. Caso não fizéssemos, além de não ter essa estrutura, ainda teríamos que devolver mais de R$ 1.500.000,00 ao Ministério da Saúde”.

É o que diz o prefeito Ceron a respeito das providências para colocar a estrutura em funcionamento. Observa que o modelo de UPA em Lages, atendendo a diretriz do Ministério da Saúde, está custando para o município como se fosse uma estrutura maior. E porque os custos são elevados e a insatisfação tem prevalecido da população e inclusive dos servidores, como ficou visível nesta sexta-feira, 24, quando do protesto, Ceron anuncia uma medida para dar outro norte ao modelo de atendimento.

QUAL PROVIDÊNCIA?

“Encomendamos ao secretário Claiton (Saúde) que detalhe imediatamente os dados para que possamos terceirizar os serviços da UPA. É uma alternativa que atende a legislação e que se constitui numa hipótese de buscarmos atender as pessoas. Investimento com recursos não falta. Os profissionais estão lá trabalhando e, quando falta, há toda uma celeridade para procurar repor. Logo, temos que buscar uma alternativa. E uma delas é a terceirização imediata”.

A terceirização significaria uma empresa especializada em saúde assumir a gestão de atendimento, incluindo disponibilidade de médicos, servidores e outras providências. E o município pagaria, exigindo a prestação do serviço.

O MODELO TERCEIRIZADO

Uma pesquisa rápida aponta que no Rio Grande do Sul, por exemplo, 90% das UPAs são terceirizadas. O responsável pela área de Emergência da Secretaria de Saúde de Porto Alegre, Gerônimo Paluco, cita que “90% das UPAS é fora da administração”, ou seja, são terceirizadas. Paludo aplica que “não vi até agora nenhum município com fôlego suficiente para manter sozinho ela em funcionamento”. Isso ocorre porque o governo federal e estadual disponibilizam um valor para a construção e equipamentos, mas a parte de RH (que é a mais cara) fica por parte do município e isso tem gerado grandes dificuldades em diversas cidades do Estado.

Total de 7.881 pessoas atendidas em duas semanas com média diária de 563 atendimentos na UPA

***

Abaixo conteúdo publicitário!

RESIDENCIAL BÉRGAMO: TOMA FORMA MAIS

UM EMPREENDIMENTO TERRA ENGENHARIA

Registro em andamento das obras do Residencial Bérgamo na Avenida Papa João XXIII. Registro de Incorporação R3/41196. Mais informações sobre esse empreendimento clica aqui!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *