Geral

Vereador: Nova regra da sobra de votos

SEM PREENCHER VAGA PELO QUOCIENTE É POSSÍVEL ELEGER NA SOBRA

A regra é nova, mas faz sentido, considerando o fim da coligação na proporcional que elege integrantes dos legislativos. Até a eleição municipal passada, para um partido ou coligação eleger vereador pela chamada sobra de votos, era preciso conquistar a primeira vaga pelo quociente eleitoral. Nesta eleição não precisa isso. Basta ser o melhor colocado na sobra de votos.

VAMOS A UM EXEMPLO PRÁTICO

O PSOL lançou apenas três candidatos a vereador em Lages. É difícil a sigla emplacar uma vaga na Câmara. Mesma situação do PSC que também lançou seis ou o próprio Patriota com apenas seis concorrentes. É difícil, mas não impossível, especialmente ao PSOL e Patriota que têm candidatos a prefeito. Para tanto, caso não somem votos no quociente eleitoral (eleição passada foram 5.700 votos para eleger cada vereador), basta estar melhor colocado entre aqueles que têm sobra de votos.

SUPONDO QUE…

O Patriota some entre seus seis candidatos 5.500 votos. Isso não chega ao quociente eleitoral, mas se for o partido melhor colocado entre aqueles que tiverem sobra de votos, vai conquistar uma vaga. A regra é a mesma ao PSC, ao PSOL e outros partidos que estão na disputa e que não somarão votos suficientes para eleger pelo quociente.

REGRA DO QUOCIENTE

O quociente eleitoral é o total dos votos válidos a vereador divididos pelo número de vagas na Câmara. Se Lages totalizar 100.000 votos válidos a vereador, dividindo-os pelas 16 vagas, chegará a 6.250 votos. Esse seria o quociente eleitoral. Mas Lages dificilmente chegará aos 100 mil votos válidos a vereador, devendo ficar na casa dos 95.000 ou até menos.

É o quociente eleitoral que irá determinar quantos vereadores cada partido elegerá em Lages. Se uma sigla, de forma isolada (porque todos concorrem isoladamente) somar 4 mil, 5 mil votos (totalizando os votos de todos os candidatos) não deverá eleger ninguém.

EM TEMPO

As siglas citadas são apenas exemplificativas de forma real, mas não se faz ideia do desempenho de cada partido ou candidato na corrida eleitoral em Lages.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *