Geral

Vereador recebe respostas da Transul

JAIR JÚNIOR, QUE TEM QUESTIONADO REPASSE SUPERIOR A R$ 5 MILHÕES DA PREFEITURA À EMPRESA, OUVE A DIREÇÃO TRANSUL

Vereador Jair Júnior não precisaria ter ido à Transul obter as respostas que acabou recebendo do diretor, Humberto Arantes. Como advogado o vereador deveria saber e entender a realidade negocial que envolve poder público e empresa concessionária do transporte coletivo. Mas como tem martelado no assunto, talvez mais pelo discurso que a questão em si do recurso (que a prefeitura caseia na empresa), Arantes convidou Jair Júnior para detalhar o que vem ocorrendo.

SOBRE O ASSUNTO

O vereador colocou nas suas redes sociais a prosa com o diretor da Transul. Divulgou que sem subsídio da prefeitura, informou-lhe Arantes, uma passagem de ônibus estaria custando o equivalente a uma corrida mínima de Uber: R$ 6,80.

Jair Júnior deixou a empresa informado de que esses repasses (exceto de o volume de passageiros aumentar), terá que ser permanente por parte do município (juridicamente isso é legal, mas administrativamente para a prefeitura é horrível).

O vereador ainda ficou sabendo que o município tem R$ 7 milhões de dívida para com a Transul, de débitos anteriores que precisam ser resolvidos. Ou seja, se não tivesse caseado os R$ 5 milhões neste ano, a dívida da prefeitura com a empresa ultrapassaria os R$ 12 milhões.

OUTROS NÚMEROS

A Transul está operando em metade das linhas que operava anteriormente (54% para ser mais exato) e de cada 10 pessoas que transportava anteriormente à pandemia, a Transul transporta agora apenas 04. E nesse sumiço de passageiros é que reside esse desiquilíbrio do contrato que o poder público precisa compensar.

Jair Júnior e Humberto Arantes e a exteriorização de dados que confirmam, infelizmente, que o município terá que continuar repassando dinheiro à Transul. É o ônus da concessão de um serviço público

MAS NÃO TEM OUTRO JEITO?

Teria. O município teria que criar uma empresa e oferecer o serviço de transporte coletivo. Mas além de indenizar a Transul com a mudança de gestão no sistema, o custo para manter uma estrutura dessas é elevado, desaconselhando uma migração nesse sentido.

Foto: Assessoria Parlamentar Jair Júnior

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *