Geral

Lages: Vereadores querem Banco de Ração

Ideia é interessante, pertinente.

Porém, talvez não devesse ser atribuído ao poder público tal atribuição e gestão pelo engessamento que isso representa. Até um convênio dentro do marco regulatório dentro das políticas públicas de proteção animal seria mais pertinente que atribuir à municipalidade tal tarefa.

DE QUALQUER FORMA

Vereadores Luiz Marin (PP) e Bruno Hartmann (PSDB) encaminharam moção legislativa ao prefeito Antônio Ceron. Sugerem a criação de um banco de ração no âmbito da administração municipal. Caberia ao ente público a articulação e gestão do recebimento de ração oriunda de doações. E o arrecadado destinado às entidades que atuam na proteção animal.

A GENTE INSISTE QUE…

A ideia é deveras interessante. E a estruturação do ‘banco’ através de uma entidade e/ou instituição com o apoio financeiro (e não de pessoal ou logística) do poder público, poderá dar um resultado mais satisfatório. Até porque as pessoas se dispõem mais a doar e ajudar quando aquilo encaminhado não passa pelo atalho do poder público.

Hartmann e uma ideia deveras bacana dele e do colega Luiz Marin. Apenas o viés de repassar ao poder público a ‘gestão do banco de ração’ que seria algo a ser (re) pensado

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *