Obras

BR-282: Trecho Lages nas concessões

Informação compartilhada conosco indica que teve dedo do deputado Coronel Armando a reivindicação para a inclusão do trecho que passa por Lages da BR-282 no PND – Programa Nacional de Desestatização de rodovias federais do governo. O parlamentar esteve em Lages e recebeu a solicitação, a partir de argumentos, sobre a necessidade do não isolamento da Serra Catarinense em relação à concessão de rodovias.

PROVIDÊNCIA

Esse pleito, também do Coronel Armando, resultou na publicação de decreto do Presidente Bolsonaro determinando estudos para a concessão, dentro de um pacote. Houve sugestão, inclusive do empresário Roberto Amaral, que o parlamentar do PSL passou a defender, de conceder a BR-282 em formato de binário com a BR-470. Significaria que a empresa que vencesse a rodovia que corta o Vale do Itajaí também levasse os 290 km desde Vargem (trevão com a 470) até a BR-101 em Palhoça.

Registro da conversa do presidente Bolsonaro com lideranças como o Coronel Armando e as demandas rodoviárias catarinenses, onde foi incluído o estudo para concessão da BR-282 no trecho que passa por Lages

CUSTO DO PEDÁGIO

Há receio sobre a remuneração do pedágio nas três praças que devem contemplar o trecho de Vargem a Palhoça, passando por Lages. Em realidade de agora, cada praça teria que cobrar não menos que R$ 30,00 de veículos leves para cada passagem, considerando o baixo movimento de veículos e as obras necessárias na rodovia. Por isso que a discussão que antecede a concessão é fundamental.

LAGES A ÍNDIOS

Os dois pontos de maior movimento do trecho de 290 km desde Vargem até Palhoça estão situados entre Alfredo Wagner e a BR-101, e ainda a área urbana de Lages, desde o Km 224 (trevo com a 116) até o km 207 (trevo com a SC-114 em direção a Otacílio Costa). Na discussão, outra bandeira para os líderes lageanos é evitar uma praça de pedágio até Índios, até por se constituir área urbana de Lages.

Registro de João Matias do trecho mais nervoso da BR-282 na Serra Catarinense a partir desse trevo na imagem até o cruzamento com a BR-282.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *