Obras

Cautela na ciclovia do Acesso Norte

REDE DE GÁS PRECISA SER INSTALADA ANTES

Logicamente que a notícia é boa e o resultado da ação melhor ainda. Trata-se da implantação de uma ciclovia de 5.150 metros desde o Trevo da Abecelesc até a BR-116. Obra que daria para asfaltar uma rua de 1 km se constitui numa providência reivindicada por ciclistas e que teve o vereador Gerson Omar dos Santos como entusiasta e articulador. A Branger Engenharia é a empresa que executará a pista com 2,5 metros de largura ao custo de R$ 888.542,72.

OUTRA OBRA NO ACESSO

Caberia ao setor responsável da Prefeitura de Lages dialogar com os responsáveis pela implantação da rede de gás que vai sair do Posto Petrolages até a BR-116 pelo mesmo Acesso Norte. É que se a referida rede seguir no todo ou em parte no mesmo sentido da ciclovia, é pertinente que primeiro venha o gás e depois a obra em si. Do contrário nem precisa dizer o que acontecerá.

A propósito, o local ganhará ciclovia ou ciclofaixa? São conceitos e obras totalmente diferentes. A título de exemplo, a Avenida D. Pedro II possuí ciclovia, já a rua Humberto de Campos ciclofaixa. As duas atendem as necessidades dos ciclistas, mas a ciclovia é bem mais segura já que impede o acesso de veículos, enquanto a ciclofaixa permite que carros parem na mesma, levando certa insegurança ao ciclista

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *