Obras

Lages ou Joinville? Mais 43 leitos de hospital

No apagar das luzes do mandato do governador Colombo, ele boleou a perna a Joinville. Participou da inauguração da ampliação do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, administrado pelo Estado a exemplo do Tereza Ramos em Lages. São 43 novos leitos que se somam aos 42 entregues em 2015. Outras cinco salas do centro cirúrgico com investimentos de R$ 11,5 milhões estão em fase de acabamento. O Estado investe R$ 21,8 milhões por mês no funcionamento manutenção dos três hospitais públicos em Joinville: o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, a Maternidade Darcy Vargas e o Hospital Infantil Jeser Amarante Faria.

Aqueles que passaram pela Secretaria de Estado da Saúde com Colombo foram homenageados com ele em Joinville, durante a inauguração: Telmo Claro de Oliveira (direita), Caropreso, João Paulo Kleinubing e o atual secretário Acélio Casagrande (esquerda)

PROSA COM UDO

Governador Colombo nunca escondeu de ninguém que seu sonho de consumo político era ver o nome do prefeito Udo Döhler como candidato a governador pelo MDB, na ideia de manter a coligação com o PSD. Ambos prosearam durante os atos em Joinville. Na pauta, por certo, a questão política de 2018.

Prefeito Udo e Colombo durante os atos em Joinville

 

E O HOSPITAL DE LAGES, COMO FICA?

Anunciado pelo próprio governador Colombo que a ampliação do Hospital Tereza Ramos entraria em funcionamento no final do ano passado, houve um ‘reanúncio’ em dezembro. A nova ala começaria a atender em março, funcionando de forma gradativa, inicialmente com Emergência e Centro Cirúrgico. Março começa em três semanas e o modelo definido de atuação de pessoal é através de contratação via processo seletivo. Mas até agora, nada.

Essa imagem é de novembro do ano passado. Entrará em funcionamento a nova ala ainda com Colombo?

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *