Obras

Obra do Calçadão abaixo do mau tempo

‘A enchente anda danada, molestando o pasto

Ao passo que descampa a pampa dos mil réis

E a bóia que se come, retrucando o tempo

Aparta no rodeio a solidão local

Pealando mal e mal o que a razão quiser…’

Peguei um pedaço da letra do Zé Cláudio Machado para ilustrar a peleia abaixo do mau tempo ali no coração da paróquia, onde se edifica a revitalização do Calçadão. João Carlos Matias fez o retrato da peonada que amanheceu a sexta-feira sapateando no barro e fazendo as amarras da obra. Não é uma resposta aos desalmados que reclamam que a obra anda digavazinho. Mas apenas um registro indicativo que não tem tempo ruim para finalizar a etapa que permitirá que passemos o Natal com esse pedaço da cidade revitalizado.

Registro mostra a conclusão daquela sondagem à esquerda da estátua do Nereu, ainda o piso de uma parte da praça já colocado e os homens aqui abaixo na imagem fazendo a fundação para pilares que irão dar vida à estrutura prevista no projeto para o espaço onde era o ginásio.

Foto: João Carlos Matias

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *