Obras

Sobre a obra encrencada no Sagrado

A respeito da saraivada de críticas do vereador Lucas Neves (PP) às obras de asfaltamento de um pedacinho da rua Zeca Atanázio (bairro Sagrado), reclamando do excesso de atos solenes e pouco trabalho – até porque a obra era para estar pronta desde 15 de novembro, a prefeitura emitiu nota:

DIZ O CONTEÚDO

“As obras estão sendo executadas pela empresa JN Monn Construção e Comércio, tiveram rápida paralisação, devido a solicitação dos moradores junto para o entendimento de uma situação que historicamente causava alagamentos, devido a superfície ser excessivamente côncava, principalmente no trecho próximo da avenida Carahá”.

DIZ AINDA QUE…

“Os serviços seguiram no ritmo normal dentro do cronograma previsto, até a execução da drenagem com a colocação de tubos. Como a rua apresentava problemas de escoamento das águas das chuvas, ocorrendo grande concentração de água no meio da rua, os moradores procuraram o secretário João Alberto Duarte, solicitando reforço no que já estava previsto no projeto para afastar de vez qualquer possibilidade de novos alagamentos”.

POR FIM, ASSIM

“Sensível aos pedidos, em decorrência dos enormes transtornos que os moradores vivem há décadas, o secretário solicitou aos engenheiros nova discussão sobre o assunto. Nesta quinta feira, 30, as máquinas retornaram, onde estão concluindo terraplenagem, para a retirada da parte côncava”.

NÃO É BEM ISSO

Morador do trecho pendente do asfalto, Gil Daum Correa cita que “existem vários motivos que cercam o cronograma desta obra. E neste motivos não estão a falta de recurso e nem o mal tempo. A nota enviada é mentirosa no trecho em que trata que: os moradores pediram uma adequação no nível da rua. Isso aconteceu, tão somente há duas semanas, não justificando o que disse tal trecho da nota”.

Outra mensagem por telefone da prefeitura aponta que a empresa que venceu a licitação teria demorado para iniciar a obra. E que o município depende de prazo para notificar os casos de atraso, considerando a lei de licitações. Se é assim…

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *