Obras

Tereza Ramos: Sem interrupção da ampliação

“O planejamento de conclusão da obra será mantido. A estrutura fica pronta neste ano. E a nova ala entrará em funcionamento gradativamente”.

As palavras foram do governador Eduardo Pinho Moreira ao apresentador Daniel Goulart (Clube FM) repetindo aquilo que o então governador Colombo já havia dito sobre a conclusão da obra de R$ 100 milhões da ampliação do Hospital Tereza Ramos. Ou seja, embora tenha ocorrido transição no comando do Estado, a maior e principal obra do Estado neste governo (Pinho e Colombo) não sofrerá interrupção ou (mais) atraso.

PASSARELAS INTERLIGAM

A VELHA E A NOVA ALA

Assessoria da ADR de Lages informa que:

As obras de ampliação do Hospital Tereza Ramos ganharam novo capítulo na tarde desta segunda-feira (7) com a instalação da passarela de serviços, que irá ligar o prédio atual à nova ala da instituição, ainda em obras. A estrutura metálica dividida em duas partes, tem 59,6 metros de extensão”.

A instalação foi feita com auxílio de um caminhão guindaste com capacidade para erguer estruturas de até 60 toneladas.

SÃO DUAS PASSARELAS: UMA

SOCIAL E OUTRA DE SERVIÇOS

A passarela de serviços se faz necessária, pois alguns setores essenciais para o funcionamento da nova ala estão localizados no prédio atual, como lavanderia e cozinha. Um metro mais baixa que a passarela social, a passarela de serviço está 4,5 metros acima do nível da rua Jerônimo Coelho, que deverá ter circulação exclusiva para carros e ambulâncias, de acordo com projeto de revitalização da rua que tramita na prefeitura de Lages.

SOBRE A AMPLIAÇÃO

Hospital Tereza Ramos contará com mais 122 leitos (92 de internação e 30 de UTI), serviços de urgência e emergência, centro de diagnóstico por imagens, centro cirúrgico e heliponto para agilizar o transporte aéreo de pacientes.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *