Economia

Lages possui mais de 17.000 empresas ativas

Embora a pauta tenha sido a orientação a respeito do trabalho desenvolvido por técnicos e fiscais da Vigilância Sanitária em relação às empresas estabelecidas em Lages, outro dado também chamou atenção na reunião da Acil desta semana. De acordo com Juarez Pereira, que atua na Vigilância Sanitária e esteve fazendo esclarecimentos, o órgão tem cadastro de 20 mil empresas lageanas.

NÚMEROS

Juarez Pereira informou ao presidente Sadi Montemezzo e demais membros da diretoria da Acil, que atualmente são mais de 17.000 empresas (pessoas jurídicas) ativas. E que o foco da fiscalização sanitária se destina às mesmas, com prioridade àquelas que manipulam alimentos.

Presidente Sadi com Floriani e Wiggers ouvindo o fiscal da vigilância, Juarez Pereira, sobre a atuação e fiscalização em Lages

MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS

Juarez relatou que os manipuladores de alimentos são a maior preocupação dos agentes da Vigilância Sanitária, pois mesmo que a empresa esteja cumprindo todas as exigências, se o manipulador for ao banheiro e não lavar as mãos adequadamente isso pode gerar uma série de danos à saúde da população. Eles precisam ter consciência de que devem seguir a lei.

RIGOR E BOM SENSO

Juarez explicou que quando ocorre a fiscalização e são encontrados itens que não estão de acordo com a lei, é dado um prazo para o empresário se adequar. Segundo ele, esses prazos são bem elásticos, uma medida mais drástica só é tomada quando há riscos reais à saúde da população. “Nesse caso, fechamos o estabelecimento imediatamente, até que aquele risco seja eliminado”.

Com informações de Sheila Rosa – Acil

Compartilhe
Continue Reading
Eleições 2018

A cruzada do ‘voto consciente’ em Lages

Internauta Otávio Machado – lá nos comentários – faz  uma ponderação que a gente até evita propagar como opinião própria, para não apontarem que se está privilegiando uns candidatos em detrimento de outros. Mas é fato – e ele tem razão – a maioria dos partidos não pensa em ajudar a Serra Catarinense com representatividade, mas tirar daqui alguns votos para ajudar seus projetos. Eis o que diz o Otávio:

“Vamos ser realistas: se elegermos um Estadual e um Federal está bom demais. Se houvesse realmente, uma união pela região, os partidos se uniriam e lançariam um ou dois candidatos com possibilidade real de eleição. Conheço quase todos os candidatos a Estadual e Federal e a grande maioria teria enormes dificuldades para se elegerem a vereador”.

E ELE SEGUE

“Sabemos que estes candidatos sem chance alguma (você está sendo bonzinho com eles), são marionetes nas mãos de seus partidos e somente são lançados para somarem alguns votos para os candidatos majoritários. Saem a candidato, sabendo que não vão ganhar, mas este “esforço”, lá na frente poderá ser compensado, com um carguinho ali, para ele ou seus parentes, outro carguinho lá, para seus cupinchas. Resumindo : Ninguém, nem candidato, nem partidos, estão pensando no bem estar do povo”.

A Estadual, por exemplo, são oito concorrentes. Desses, a metade deles não conseguirá fazer nem 5 mil votos.

VOTO CONSCIENTE

NAS RUAS DE LAGES

Porque um grupo ‘das elites partidárias’ resolveu trabalhar para candidatos de outras partes do Estado – e isso vai da vontade de cada um – e parte dessas pessoas liderou no passado a campanha Serrano Vota em Serrano, desta feita a opção foi outra. E inclusive uma estratégia inteligente. Trata-se da campanha Voto Consciente. O que se pretende é fazer com que o eleitorado lageano vá às urnas e vote. Neste sábado, a CDL de Lages lidera uma mobilização e orientação e conscientização sobre o assunto.

SÓ PARA TERMOS IDEIA

Na eleição passada, mesmo com a aposta regionalista do Serrano Vota em Serrano – que ajudou eleger Carmen Zanotto, Gabriel Ribeiro e Coruja – houve mais de 33 mil eleitores cadastrados em Lages que não votaram para Federal. E outros 29.000 não participaram da eleição para escolher Estadual. Ou seja, o mote do voto consciente pode trazer parte desse contingente para participar do processo eleitoral e, independente de em quem votará, sua opção poderá e deverá fazer a diferença.

A mobilização deste sábado pelo voto consciente foi tema dessa reunião na CDL coordenada pelo presidente, Marcos Tortelli

OUTRA OPÇÃO: VOTO ÚTIL

Além do voto consciente, outra opção do eleitor é o voto útil. Se o cidadão sentir que os pangarés – em termos de potencial de votação – estão apenas empacando o processo eleitoral, poderia, de forma autônoma e democrática despejar os votos naqueles com maior viabilidade. Há uns quatro a Estadual, por exemplo, nessa lista de oito com mais chances e isso é inconteste. Mas cabe ao eleitor analisar o cenário e decidir!

Compartilhe
Continue Reading
Eleições 2018

Propaganda em Capão Alto para no TRE/SC

Mesmo que pedido de voto a favor, caso esse conteúdo seja em desacordo com a legislação o candidato pode se complicar. Por isso mesmo a retaguarda jurídica do candidato Júlio Garcia – que concorre a Estadual pelo PSD – entrou com ação no TRE/SC. Solicitou que a empresa Facebook identifique e retire do ar conteúdo sustentado por perfil produzido e com conteúdo propagado aqui na Serra Catarinense, ou mais exatamente no município de Capão Alto.

E…

Na decisão do Juiz Auxiliar Ítalo Augusto Mosimann, foi considerado prejudicado o pedido, visto que os links fornecidos não mais estavam no ar. Mesmo assim, houve determinação ao Facebook para identificar e informar o IP de onde partiram as postagens para providências. Intenção do candidato é não acabar tendo que pagar multa por causa de propaganda não autorizada em desacordo com a lei.

Júlio Garcia, nesse registro de arquivo quando de seu retorno ao PSD – ele era conselheiro do TCE/SC e daí ficou fora da política – e a cautela para que conteúdos em rede social não o façam pagar multa com propaganda em desacordo com a lei que não foi autorizada por ele

FAKE NEWS DO RODEIO

DE SANTA ISABEL

Lembram do vídeo que foi montado e editado, com paródia denegrindo Colombo e Amin, sendo que o conteúdo original ambos cantavam Menino da Porteira em Santa Isabel, interior de São Joaquim? O autor foi identificado e representado. O TRE determinou a retirada do conteúdo do link informado. Os candidatos ao Senado, vítimas do conteúdo bandido, podem tomar outras providências em relação ao caso, inclusive, se quiserem, representar também quem compartilhou aquilo produzido de forma criminosa.

MULTA DE R$ 100 MIL A JORGINHO E…

Em outra ação protocolada no TRE/SC os candidatos Jorginho Mello (Senado) e a coligação SC Quer Mais, de forma solidária (excluindo o candidato Paulo Bauer) foram condenados a pagar multa de R$ 100 mil. A razão é o conteúdo de propaganda eleitoral veiculada no dia 9 de setembro que, de acordo com o Juiz Auxiliar Ítalo Augusto Mosimann, possuía conteúdo em desacordo com a lei, atacando o candidato Raimundo Colombo.

Compartilhe
Continue Reading
Eleições 2018

Matemática para representatividade da Serra

Muito oportuna a interpretação da jornalista Olivete Salmória sobre o deu a louca nos candidatos deste pleito. É uma postura de infidelidade aos seus candidatos em outros patamares como nunca se viu. Em âmbito de Lages há candidatos, como do Patriota, por exemplo que, ao invés de puxar votos para o Jessé Pereira que concorre a governador, a opção é por Mariani do MDB. E o mesmo candidato que deveria pedir voto ao candidato Daciolo, já carimbou que prefere Bolsonaro. Portanto, de fato, a fidelidade é zero!

REPRESENTATIVIDADE EM RISCO

A gente é otimista acreditando que nesse universo de candidatos a Estadual e Federal na Serra, emplacamos dois na Assembleia Legislativa (como ocorreu em 2014) e um na Câmara Federal, além de deixar outros ‘na boca da caçapa’. Mas a realidade é um pouco mais preocupante. Não há aquele apelo pelo voto regionalizado. Se pouco mais de 8 mil lageanos votaram em candidatos de fora no outro pleito a Estadual, a realidade de agora pode ser bem diferente. E isso contribuirá para o risco de termos pouca representatividade política no futuro.

MDB É O MAIS TRAIRÃO?

Como tem candidato a Estadual em Lages, a palavra traição não é exagerada ao apontar as lideranças daqui que estão optando pelos concorrentes ‘importados’. Com uma candidatura viável, Thiago Oliveira deveria ter a ajuda do MDB local para sair de Lages com mais de 20 mil votos (até porque Coruja fez 22 mil em 2014). Mas há muita puxação de votos para gente de fora como Dirce, Cobalchini e Marcondes, apenas para citar três nomes.

Thiago tem ido além das fronteiras serranas para compensar o fato do MDB não focar apenas ele a Estadual em Lages

PP TAMBÉM PECA

Se pegasse mais junto, o PP poderia ir muito longe com o projeto de Lucas Neves a Estadual. Mas há desunião enorme. Candidatos de fora como João Amin, Comin e Altair Silva, por exemplo, tendem a conseguir expressivas votações na Serra. Ruim para o candidato local que, embora possa ficar na boca, corre o risco de não chegar. E a gente escreve isso não para desanimar, mas para que os viventes vejam que ainda dá tempo de grudar no candidato daqui.

 

Se o PP da Serra pegasse em peso com Lucas, as chances de êxito seriam bem maiores. Mas elas – as chances – existem, embora a nominata dos eleitos que ele precisa integrar seja bastante forte

A CONTA DO MARCIUS

Colega Olivete Salmória relata que Marcius Machado cita que com 25.000 votos conquista uma vaga na Alesc. A análise faz sentido, mas não é de uma verdade absoluta. Tem que ver quantos votos a coligação PRTB, AVANTE, DC, PPS, PTC, PTB e PR faz. Para cada 100.000 votos somados – em média – um Estadual se elegerá. E entrará na lista de eleitos aquele com mais votos. Marcius disputa diretamente com nomes como Nilso Berlanda, por exemplo, do mesmo PR. É uma eleição viável, mas não garantida.

Marcius numa eleição viável, mas que depende de quantos votos a coligação onde está o PR fará e também do fato dele ser o mais votado ou um dos dois mais votados no agrupamento

Compartilhe
Continue Reading
Economia

Berneck: Obra física começa em janeiro

Supervisor de geoprocessamento da Berneck, Leonel Schunig, esteve coordenando a medição dos mais de 996 mil metros quadrados onde a empresa se instalará. Disse que a etapa de demarcação da área será concluída em aproximadamente 15 dias. Em meados de outubro será dado andamento na execução do projeto em si, com trabalhos de limpeza e sondagem do solo, e depois a terraplanagem. A estimativa é que as obras de construção da unidade comecem efetivamente em janeiro do ano que vem.

A ETAPA INICIADA

O supervisor de geoprocessamento da Berneck, juntamente com representantes da fazenda Cruz de Malta e ainda o engenheiro Caetano Palma (Seplan) conferiram (e mediram) a área que está sendo demarcada para a instalação da empresa às margens da BR-116. O local possui um reflorestamento que será derrubado para a colocação da estrutura física.

Esse trabalho de medição e marcação, confrontando com terrenos vizinhos, está sendo realizado por dois topógrafos, sendo um deles representante da empresa e outro da família Schroeder, proprietária de parte do terreno.

Ceron, acompanhado do procurador Agnelo Miranda, percorreram uma parte de mato e reflorestamento onde a indústria se instalará. O prefeito tem feito questão de acompanhar os desdobramentos para a instalação da empresa até para evidenciar que se trata de um empreendimento que não tem volta

Compartilhe
Continue Reading
Evento

Reverência ao centenário do Cruz e Souza

Num gesto bacana a Câmara de Vereadores realizou uma sessão de homenagem ao centenário do Centro Cívico Cruz e Souza. Trata-se do mais antigo clube social em atividade na cidade de Lages. O centenário foi lembrado, entregando diploma a integrantes da referida agremiação, a partir de uma iniciativa dos vereadores David Moro (MDB) e Moisés Savian (PT).

Sebastião Nascimento, meu irmão dos tempos de Ciências Sociais, na homenagem ao Cruz e Souza

Casa lotada evidencia apoio a esse reconhecimento de 100 anos de atividades do Cruz e Souza

Integrantes da entidade receberam diploma que marca um século de atividade em Lages

Fotos: Reginaldo Heine

Compartilhe
Continue Reading
Eleições 2018

Band FM: Thiago fala de inovação e educação

“Sempre deixei claro que tinha pretensão de ser candidato a deputado estadual. Fui o mais votado dentro do MDB para sair como candidato e me sinto preparado para ser representante da Serra Catarinense no legislativo estadual”.

Palavras do candidato Thiago Oliveira, segundo o conteúdo compartilhado pela sua assessoria, durante debate que a Band FM de Lages realizou com os concorrentes a deputado Estadual aqui da Serra Catarinense.

FOCOS DE THIAGO

Ao ser questionado sobre geração de emprego e renda durante o debate na emissora lageana, Thiago firmou mais uma vez seu compromisso em trabalhar pela inovação da educação e destacou que irá apresentar projeto para a inclusão no currículo escolar da disciplina de empreendedorismo. “Precisamos despertar nas crianças o espirito empreendedor para que no futuro sejam empresárias e geradoras de emprego”.

MENOS ICMS E...

O candidato lembrou ainda, que é preciso oferecer ao empresário, tão onerado com impostos, incentivos fiscais. E, lamentou o fato de não ter sido aprovado projeto de lei que reduziria de 17% para 12% a alíquota do ICMS para indústria de Santa Catarina, o que daria um respiro para a economia. Declarou ser a favor de incentivos para os empresários que pagam seus impostos em dia e do Refis para aqueles que em algum momento não conseguiram cumprir com suas obrigações fiscais e precisam de ajuda para voltarem a crescer.

Compartilhe
Continue Reading
Eleições 2018

Colombo e Gabriel no chão da fábrica

Repetindo a estratégia de outras caminhadas políticas, ex-governador Colombo tem frequentado algumas empresas de Lages no diálogo com colaboradores das mesmas. Juntamento com Gabriel Ribeiro – nas agendas em Lages – tem dialogado reforçando o pedido de voto ao Senado. O candidato à reeleição a Estadual, por sua vez, tem reforçado o discurso de intensificar a cruzada para combater a discriminação do Governo Federal com Santa Catarina.

E…

Esse enfrentamento que pautou a atuação recente na Alesc, tem sido inclusive, conteúdo de discurso principalmente dos candidatos ao Senado, como o próprio Colombo, Jorginho e Bauer. Todos pregam buscar formas de combater o fato da União devolver poucos recursos ao Estado, considerando aquilo que é aportado nos cofres federais em termos de arrecadação.

A conversa dos candidatos do PSD com colaboradores de empresas em Lages tem sido uma das agendas do candidato Gabriel Ribeiro acompanhado de Colombo, na busca da reeleição

CENA DE CAMPANHA

Além do trabalho formiguinha na busca de votos, o médico Décio Ribeiro tem sido um dos articuladores na retaguarda para ajudar o filho na reeleição. O registro de Nilton Wolff evidencia a caminhada de ambos nestes tempos de campanha

Compartilhe
Continue Reading