Esporte

Cristopher Nunes preside o Inter até 2022

“Vamos trabalhar para retornar mais uma vez (à elite do futebol catarinense). O histórico recente mostra que, quando nos unimos, ninguém segura o Clube”.

Pregação de Cristopher Nunes (à direita na imagem) que foi reconduzido à presidência do Internacional de Lages. Ele chegou na cidade (e no Clube) faz cinco anos, quando o Inter disputava a segundona do Catarinense. Apesar da queda ano passado, há mais aspectos positivos que negativos a serem considerados na atuação dele como presidente.

SANEAMENTO FINANCEIRO

O maior legado que Cristopher Nunes está construindo no Internacional de Lages é o saneamento financeiro do Clube. Entre idas e vindas na Justiça do Trabalho, por exemplo, há uma soma considerável de recursos já depositada para reduzir um passivo que já foi bem mais gigante.

DIGA-SE QUE…

É claro que Cristopher atua na gestão inclusive da dívida porque precisa ter o Clube saneado e em dia para continuar disputando campeonatos. Mas é o tipo de providência que não tem ninguém de Lages disposto a assumir e tocar. Tanto que na hora de definir a nova diretoria, na assembleia realizada na sexta-feira, não houve nenhum interessado em presidir o Clube. Embora existam voluntários, apaixonados pelo Inter, que seguem ajudando.

PORTANTO

Antes de qualquer referência negativa ao ‘aventureiro’ que comanda o Internacional, aquele que criticar olhe para o próprio umbigo e admita que não teve coragem de se apresentar para assumir e tocar o time de todos nós!

Compartilhe
Continue Reading
Economia

IPTU: Quantos imóveis urbanos em Lages?

Ano que vem será importante para os municípios brasileiros, inclusive Lages. Será o ano do tira-teima sobre o número de habitantes. Ainda patinando naquela estimativa do IBGE de que somos menos de 158.000 viventes na paróquia, toda hora surgem números que contradizem tal realidade.

O MAIS RECENTE

Nestes primeiros dias de janeiro a Secretaria de Planejamento anunciou que está distribuindo 91.251 boletos de IPTU. Significam, portanto, mais de 90 mil endereços. Considerando que parte desse quantitativo se refere a imóveis industriais e comerciais – até porque imóveis públicos da União e Estado não pagam IPTU – há em Lages próximo a 70.000 residências na área urbana. Se colocarmos 3 moradores em cada unidade residencial em média, temos ideia de quantos somos na verdade.

PRÉDIOS E LOTEAMENTOS

Esses 91.251 boletos de IPTU tendem a aumentar até findar 2020. São prédios residenciais em construção (alguns em fase final de obra) que passam a ser ocupados por novos moradores. Some-se a isso os mais de 10 loteamentos urbanos que apresentaram documentos na Seplan e estão em implantação.

E…

Apontar que em 24 meses esses 91 mil boletos chegam aos 100 mil não é exagero. Só é preciso contar bem a população no Censo de 2020 para que o município tenha o retorno de impostos previstos em lei, por ter um contingente habitacional maior que esses 158 mil estimados até então.

Permitam ilustrar esse post sobre a expectativa de que somos bem mais que aquilo que o IBGE estima – em termos populacionais – com mais essa imagem da MSM Imagens Aéreas evidenciando uma Lages esparramada e crescendo!

Compartilhe
Continue Reading
Obras

Secretário bate à porta do Governo Moisés

A primeira secretaria municipal de Lages a bater à porta do novo governo catarinense foi a Assistência Social e Habitação. Secretário Samuel Ramos, talvez até para ajudar melhorar a nota da administração que ele integra – e que atribuiu nota 7 – esteve com a Secretária de Assistência Social do Estado, Maria Elisa da Silveira de Caro. Na pauta, a continuidade de ações locais que têm parceria com o Estado.

Secretário Samuel nas explicações dos projetos sociais para a secretária Maria Elisa, que toca a área de Assistência Social do governo Moisés

DÍVIDAS E OBRA

De acordo com Samuel Ramos, houve garantia que as parcelas restantes do ano passado referentes aos repasses financeiros do Estado à área social de Lages devem ser pagas agora no início do ano. São valores que o governo anterior não conseguiu deixar em dia. Ainda segundo ele, a secretária Maria Elisa se inteirou a respeito da construção do Centro Dia do Idoso e garantiu que a obra não vai parar. “E, melhor, deve ser concluída dentro de três meses”.

Compartilhe
Continue Reading
Polícia

Ladrões capotam carro em fuga na BR-282

Ocorrência inusitada e que causou transtorno para quem fazia o trecho de Lages em direção ao Oeste pela BR-282. Inusitada por causa das circunstâncias que envolveram o aparato aéreo da PM (Águia 04), capotamento de veículo e até atuação dos socorristas dos Bombeiros.

Dupla aproveitou o descuido de um cidadão que deixou o veículo Gol com a chave na ignição, furtou o automóvel e empreendeu deslocamento pela BR-282.

MAS…

Logo depois da fronteira do Cerrito com Lages, sentindo-se acuados pela perseguição, a dupla acabou por tombar o veículo Gol, causando danos de elevada monta no veículo e susto nos gatunos. Até a equipe dos Bombeiros foi ao local socorrer os capotantes, diante da hipótese de alguma gravidade. Mas que nada, foram apenas arranhões, susto e cenas que pareciam de filme.

Aí estão os dois capotantes estendidos no acostamento depois da imperícia que resultou no acidente. Manobra poderia ter colocado em risco a vida de outros usuários da rodovia. Mas ao invés de uma sova, ainda receberam a atenção dos socorristas.

P. S.

Essas fotos foram feitas pelo advogado João Carlos Matias que retornava de Campos Novos e cuja ocorrência gerou um bloqueio na rodovia de umas 2 horas.

Compartilhe
Continue Reading
Economia

Unifacvest: Melhor do Brasil ‘made in’ Lages

Publicações especializadas seguem repercutindo o ranking dos melhores cursos universitários do Brasil a partir dos dados qualificados do INEP, considerando as notas do Conceito Preliminar de Cursos (MEC), que avalia os cursos de graduação.

ONDE?

Portal eletrônico da Revista Exame – publicação do Grupo Abril – novamente destacou, por exemplo, o fato do curso de Arquitetura e Urbanismo, ministrado no Centro Universitário Unifacvest de Lages ser o melhor do Brasil.

Reportagem de publicação especializada aponta o curso da instituição lageana a frente. Conteúdo está neste link.

DIFERENCIAL DA UNIFACVEST

Uma coisa é o conceito técnico, a nota, o número ali no ranking. Outra coisa é você conhecer a estrutura e a política de gestão educacional que lava a essas boas notas do Centro Universitário Unifacvest. Visita que fizemos na instituição deu noção daquilo que diferencia a estrutura lageana, permitindo colher excelentes conceitos.

DOIS EXEMPLOS

A aposta em estrutura física e equipamentos, assim como o investimento num corpo docente dentro dos padrões da excelência exigida pelo MEC (mestres e doutores com dedicação exclusiva em sala de aula), constituem-se nos grandes diferenciais Unifacvest. Enquanto outros instituições ficam reféns de determinadas práticas, a autonomia no gerenciamento e gestão permite investir, inovar e colher resultados.

PROGNÓSTICO

E pelo que testemunhamos conferindo a estruturação de espaços para cursos das áreas de engenharias e saúde, a tendência é a instituição lageana colher mais resultados positivos na sua atuação. E isso não é coisa para o futuro. É agora. Aliás, já está sendo!

Um dos maiores (e mais estruturados) cursos de Odontologia do Brasil, por exemplo, funciona em Lages. E há investimentos em equipamentos para ampliar o acesso a tecnologias por acadêmicos que frequentam o referido curso

Compartilhe
Continue Reading
Política

PSD: Colega de Ceron cobra ausência

Vereador Jair Júnior, colega do prefeito Antônio Ceron no PSD, está questionando o fato do prefeito ter deitado o cabelo do cargo neste janeiro de mormaço e chuvas de verão, sem ter pedido benção à Câmara. Em parte Jair Júnior tem razão porque a Lei Orgânica assim o prevê. Porém, a legislação trabalhista, que é uma norma nacional está acima de qualquer lei municipal e prevê o direito de férias após 12 meses de labuta.

LOGO

Na hierarquia das leis, vale a norma geral e nacional, inclusive porque a reforma trabalhista não revogou o direito a férias. E a lei orgânica – ou a ignorânica – deveria entender que questões tratadas por normas superiores têm prevalência. As férias do Gringo é exemplo disso, muito embora no primeiro ano que de peleia no Paço ele tenha submetido a saída de férias para apreciação legislativa.

ENTRETANTO

Segue valendo a lei quando se trata de se ausentar do País. Nesse caso carece de um de acordo da Câmara. Porém, conforme consta, as férias de Ceron têm sido de algumas sesteadas ali depois da entrada para a Vinícola Abreu Garcia, pela BR-282, nas terras da República do Feijão Preto, onde o Gringo tem paragens além da descida do Morro da Delegacia.

Ceron ao lado do seu marvado favorito nos tempos de campanha eleitoral e agora um questionamento por ter saído de férias sem o amém da Câmara. Porém, a CLT que dá direito de férias a todos os trabalhadores, inclusive aqueles que doam os salários, tem poder superior a qualquer lei orgânica. Ou não?

Compartilhe
Continue Reading
Serra SC

Chuva: Sem orientação na descida da Serra

Agora que deu uma secadinha no assunto a gente aborda até para que diante de eventuais futuros dilúvios – que podem se repetir por causa dessas tormentas de verão – haja um repensar nas práticas (e principalmente na falta delas) em relação ao tráfego na Serra do Rio do Rastro quando de previsões de torós.

OCORRE QUE…

A noite de quinta-feira, 10, foi de pavor para alguns motoristas que subiam ou desciam a Serra do Rio do Rastro diante de uma precipitação pluviométrica acima do normal. A chuva formou verdadeiras cachoeiras nos paredões e a pista se transformou em rio. Conversa com um amigo que fez o trecho Lages a Laguna logo depois da chuva intensa e ele apontava que não houve qualquer abordagem prévia no topo de serra, alertando sobre o excesso de chuva.

FALTA ORIENTAÇÃO

Ele apontava que a descida pela Serra poderia ter colocado em risco a segurança devido a grande quantidade de pedras que ainda estava na pista. Também o deslocamento de água era constante. Com barrancos encharcados havia risco de deslizamentos. “Não se trata de bloquear a estrada em caso de chuva forte como aquela. Mas pelo menos a polícia informando (e orientando) sobre a situação para que só se arrisque quem quiser”. Também ao longo da descida nenhum policiamento, nada. Situação que demonstra que a prevenção a acidentes ali é zero.

Fotomontagem dos vídeos que circularam na rede social evidencia a situação da Serra do Rio do Rastro na boca da noite da quinta-feira, 10. Nada de informação e/ou orientação para quem descia o trecho

Compartilhe
Continue Reading