Polícia

Mortes: De quem é a Amarok do acidente?

Portal de notícias mais acessado em Lages e na Serra Catarinense – o noticianoato.com.br – trouxe todas as informações e o mistério sobre o sumiço do condutor do veículo Amarok que teria causado o acidente com a morte de dois cerronegrenses na BR-282, altura do acesso à empresa Indusflora na noite de sábado.

Consultando os sistemas que a PRF tem acesso (onde consta proprietário e endereço desse para cada veículo) se chegou ao nome do dono da Amarok (não significa que era ele o condutor, naturalmente). De qualquer maneira, a manobra, com invasão de pista contrária e possível excesso de velocidade (ali o limite é 80 km/h) pode ter causado ou contribuído para a morte dos dois homens.

Jatir Fernandes fez o registro acima para o Notícia No Ato sobre o estado que ficou a Amarok após a colisão contra outros dois veículos onde estavam as vítimas fatais.

ABANDONAR O LOCAL

DO ACIDENTE É CRIME?

STF tem a resposta a essa indagação. Por 7 votos a 4 os ministros decidiram pela constitucionalidade do artigo 305 do CTB. O referido artigo prevê detenção de seis meses a um ano para o motorista que se afaste do local de acidente de trânsito para fugir da responsabilidade penal ou civil – isto é, para não ser processado em caso de atropelamento, por exemplo, ou para não arcar com os gastos do conserto do outro veículo envolvido no acidente.

OBSERVE-SE QUE...

O simples fato de deixar o local do acidente já caracteriza o crime. Não prestar socorro e agir para causar a morte de duas pessoas são situações que agravam esse tipo de ocorrência. Apenas o risco à integridade física do causador pode o isentá-lo de crime. No caso de sábado, não havia esse risco, visto a ausência de populares no local da ocorrência. A PRF já sabe quem é o proprietário da Amarok envolvida no acidente cujo condutor fugiu.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *