Polícia Serra SC

Município fica sem policiamento da PM

Nem corra? A polícia não vem aí!

O trocadilho acima poderia ser dito a eventuais delinquentes que resolvessem aprontar nas cercanias de Cerro Negro, município da Serra Catarinense. Faz alguns dias o município simplesmente não conta mais com efetivo da Polícia Militar. O destacamento que existia foi deslocado para ‘reforçar’ o policiamento na vizinha Campo Belo do Sul.

DIÁLOGO E NADA

Quando de alguma ocorrência mais robusta, os policiais terão que se deslocar para o atendimento. Prefeito Ademilson Conrado (PP) vinha colocando panos quentes na situação, buscando através do diálogo reverter a situação junto ao comando da PM. Entretanto, nesta semana o assunto entrou na pauta da Câmara.

REPÚDIO E REVOLTA

Vereador Ivanor Barbosa (PT) conseguiu adesão de todos os colegas de legislativo para aprovar uma moção de repúdio, desde o governador Carlos Moisés até os gestores em âmbito de região da PM, por causa da situação. “É um descaso inconcebível”, revolta-se o vereador Ivanor.

Vereador Ivanor colocou o assunto na pauta em Cerro Negro: “Até pediram que a gente não tocasse no assunto para que os bandidos não saibam que estamos sem policiamento. Mas não podemos chegar a esse ponto. Precisamos de providências e urgente. A população não pode ficar refém desse tipo de situação”.

SITUAÇÃO É APENAS EM CERRO NEGRO?

Não, absolutamente. Até a solução dada, com o deslocamento dos policiais de Cerro Negro para Campo Belo foi uma alternativa encontrada para reforçar a escala nesse segundo município. Mas a falta de contingente é gritante, inclusive em Lages. A postura do Comando, com razão, é de não exteriorizar essa situação, até em respeito à hierarquia militar. Porém, conversando com policiais nas ruas, eles relatam as limitações. “Duas viaturas rodando para atender uma cidade de 170 mil habitantes há esforço gigante de todos nós, mas é difícil”, disse-me um integrante da briosa.

Em tese, a solução passaria pelo comando geral da PM, através do Coronel Araújo Gomes (nesse registro com o deputado Marcius). Porém, se não há contingente, restam medidas de gestão para dar essa sensação de maior quantidade de policiais atuando. Mas a realidade é gritante, como se constata em Cerro Negro.

REFORÇO VEM QUANDO?

O aumento relativo de efetivo (relativo porque não serão muitos policiais para a Serra) somente quando ocorrer o ingresso de policiais militares aprovados em concurso. Mas nem o início do curso de formação tem previsão de iniciar.

 

PARQUE DAS ARAUCÁRIAS

ÚLTIMAS UNIDADES À VENDA

A infraestrutura bastante adiantada com pavimentação asfáltica, iluminação pública e saneamento. Mais informações e opções aqui no portal da Terra Imóveis.

 Registro de Incorporação na matrícula 37597

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *