Polícia

Operação O² dá gás a escândalo

TURBILHÃO DA COMPRA DOS 200 RESPIRADORES EM SC

“Como uma empresa dessas chegou até o governo do Estado? O pagamento antecipado é possível, mas desde que cercado de garantias, o que não houve nesse caso. O gestor tem que ter a máxima cautela”. Palavras do presidente do TCE, Adircélio Ferreira, cuja estrutura integra a tríplice força de investigação para esclarecer a compra de 200 respiradores pela bagatela de R$ 33 milhões.

SOBRE MOISÉS 

A principal autoridade do MP/SC, Procurador-Geral de Justiça, Fernando Comin, deixa claro que até o momento não há indícios da participação do governador Carlos Moisés (PSL) no esquema que envolveu a compra de 200 respiradores para SC. Se isso ocorrer, a competência da investigação ficará a cargo da PGR.

Comin (centro) com Adircélio (TCE) e Koerich (direita) da Polícia Civil na coletiva on line repassando algumas informações. Nomes dos envolvidos não foram citados por volta de lei e para não atrapalhar investigação

DIZ O MP QUE…

“As investigações, até o momento, identificaram fraude no processo de aquisição dos respiradores, mediante um sofisticado esquema criminoso que envolveu a corrupção de agentes públicos, falsidade ideológica em documentos oficiais, criação de empresas de fachada administradas por interpostas pessoas e lavagem de dinheiro”.

Mais de R$ 300 mil em espécie foram apreendidos durante operação deste sábado, 09. Na condição de ‘convidado’ o secretário da Casa Civil, Douglas Borba, prestou informações na sede da DEIC sobre as denúncias.

Compartilhe

1 comentário para: “Operação O² dá gás a escândalo”

  1. NÃO SE RESPEITA MAIS NADA. ATÉ EQUIPAMENTOS FUNDAMENTAIS PARA SALVAR VIDAS SÃO PREJUDICADOS POR MEIO DE SUPOSTA CORRUPÇÃO! TÊM POLÍTICOS QUE APROVEITAM QUALQUER BRECHA PARA O CRIME PARA FAZÊ-LO ACONTECER! GENTE DO PSL DE NOVO! NATURALMENTE VAI APARECER ALGUÉM PARA SER O LARANJA, SÍMBOLO MAIOR DO PARTIDO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *