Política

36 deputados votam pelo Impeachment II

MAIORIA ESMAGADORA DE 90% DO PARLAMENTO CONTRA MOISÉS

Criou-se uma situação insustentável em âmbito de parlamento nesse inferno astral enfrentado por Carlos Moisés. O plenário avaliou e tratou o segundo pedido de impeachment contra o governador catarinense. Esse, inclusive, mais robusto que aquela cortina de fumaça do primeiro sobre reposição salarial a procuradores. No caso em tela, trata-se do escândalo da compra dos respiradores onde, de forma antecipada, o Estado aportou R$ 33 milhões para custear os aparelhos.

Este foi o placar da votação com os votos contrários da líder do governo, deputada Paulinha e do fiel escudeiro, Coronel Mocelin. O médico Caropreso estava ausente e o presidente da Alesc, Júlio Garcia, não vou. Os demais, 36 votaram pela admissão do processo

 

VOTO DE MARCIUS

Deputado lageano votou favorável ao andamento do segundo processo de impeachment contra Moisés, inclusive com a manifestação printada abaixo:

Observando que não são R$ 33 milhões que estão sumidos, mas R$ 21.700.000,00 já que outros R$ 11.300.000,00 foram repatriados aos cofres estaduais. Mas naturalmente o procedimento não é apenas pelos valores, mas pelo conjunto das ações desastrosas

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *