Política

Biometria: 47,48% dos lageanos cadastrados

Dados coletados pela Justiça Eleitoral com data desta quinta-feira, 30, e indicam a situação do recadastramento biométrico em todo o Estado. Se você tiver curiosidade do seu município basta acessar este link. Em Lages os dados indicam que 47,48% dos 122.821 eleitores que estavam aptos ao voto na eleição de 2018 já fizeram a atualização de dados e estão aptos a votar utilizando a biometria (dedão).

VAI SER OBRIGATÓRIO EM 2020?

Nas informações que os Chefes de Cartórios das três zonas eleitorais de Lages – Marcos Duarte, Gilmar Duarte e Daisy Dall Farra Beck – repassaram ainda ano passado, o desafio é manter o recadastramento até o início de maio (151 dias antes da eleição). Depois é suspenso o trabalho de biometria para organizar o pleito. E nesta eleição não será adotado o sistema de votação biométrico, exatamente porque não se chegará ao percentual mínimo exigido pela Justiça Eleitoral até maio em Lages.

Lembrando que os técnicos da Justiça Eleitoral não atuam apenas providenciando o cadastramento biométrico. Até final de abril é possível fazer emissão do primeiro título eleitoral e troca de domicílio (àqueles que passaram a residir em Lages e nos municípios abrangidos pelas 21.ª, 93.ª e 104.ª zonas eleitorais).

EM ANDAMENTO NA SERRA

Além de Lages, o recadastramento biométrico está em andamento para eleitores de Campo Belo do Sul (todos fazem no cartório eleitoral de Anita Garibaldi). Até agora 54,27% dos 5.880 eleitores do município fizeram o recadastramento.

Também os eleitores de Correia Pinto realizam recadastramento em Lages. O índice é bastante baixo. Apenas 30,46% fizeram o procedimento.

Urupema recadastrou apenas 21,67% dos seus eleitores. E Bom Jardim tem apenas 22,99% dos 3.566 votantes recadastrados. Esses dois municípios pertencem à zona eleitoral de São Joaquim.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *