Política

Carmen não quer ‘decepção muito grande’

Colega de serviço dá o recado:

“Entre a Carmen e um poste eu voto no poste. Nunca mais terá meu voto”.

Reação é ao voto favorável da parlamentar à reforma da previdência aprovada no primeiro turno. Seu voto foi um entre os 379 dos 308 necessários. Postura da deputada lageana tem reação dos dois lados.

ESTE OU AQUELE

Aqueles que interpretam melhor as regras daquilo aprovado veem a desgraceira do que fora aprovado. Não que a reforma não seja indispensável, mas o conteúdo é deveras perverso. Já os que não dependem de aposentadoria ou não sintonizaram as mudanças aplaudiram Carmen Zanotto.

DESGASTE INEVITÁVEL

O desgaste é natural independente da posição da parlamentar, mas o poste está levando vantagem numa eventual corrida eleitoral, pelo menos para o meu colega de trabalho.

O QUE DISSE CARMEN?

Passada a ressaca da votação do primeiro turno a deputada Carmen Zanotto foi uma das poucas almas vistas na Câmara. Tanto que na abertura do Jornal Nacional lá estava ela naquele plenário que parecia tapera. A parlamentar disse, através da assessoria, esperar que a reforma corresponda às expectativas da população em torno de melhorias econômicas para o País.

SOBRE DECEPÇÃO

“Esperamos que tudo que foi dito para a sociedade possa acontecer, que o esforço de todos possa ser recompensado com mais recursos para a saúde, educação, segurança e na criação de postos de trabalho para os 13 milhões de desempregados”. Para Carmen, se as mudanças não se traduzirem em serviços e ações “a decepção será muito grande”.

POR FIM

“Não é a reforma do sistema previdenciário que nós queríamos, mas trabalhamos para torná-la menos dura. As mudanças foram justas”, defendeu Carmen Zanotto. As mudanças justas ela deve se referir àquilo alterado e não ao conjunto do projeto de reforma, naturalmente.

Deputada Carmen durante pronunciamento na Câmara após a votação de sexta-feira,12. Ela estava na Globo na novela Órfãos da Reforma

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *