Política Serra SC

Cerrito: Campanha virou caso de polícia

SUPOSTA INTERVENÇÃO EM CONVENÇÃO DO PT GEROU ATÉ B.O.

Foi protocolado nesta segunda-feira, 05 – é tempestivo o prazo porque no domingo o sistema estava instável – um pedido de impugnação da candidatura de Maocir Ortiz (MDB) e seu vice Gatinho (PSD). A razão do pedido chama atenção. O presidente do PT, Orli Ribeiro Muniz, acusa integrantes da coligação de interferirem na convenção da sigla para que esse viesse a apoiar os candidatos da dobradinha MDB e PSD. A peça não pede apenas o afastamento do PT do apoio à coligação, mas que a Justiça Eleitoral indefira as candidaturas combatidas.

ENTENDA O CASO

Pelo relatado no pedido de impugnação, integrantes da coligação MDB e PSD teriam usado até de ameaça contra integrantes do PT para acessar a senha de acesso ao registro de candidaturas junto à Justiça Eleitoral.

Na peça foram arroladas testemunhas (inclusive da pessoa ameaçada) para comprovar a prática ilegal que gerou registro de Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

CLARO QUE...

É pouco provável que a situação gere um indeferimento de candidatura. Mas pelo que se relata, a manobra utilizada para que o PT ficasse na referida coligação (contrariando as lideranças daquela sigla) foi bem incomum.

Trecho da representação que pede impugnação da coligação MDB e PSD no Cerrito

Alvo da representação é Moacir Ortiz (MDB) e seu vice Gatinho (PSD). Naturalmente nesse estágio não cabe contraponto dos citados porque cabe ao Judiciário Eleitoral se manifestar apontando se acata ou não o pedido. Como a gente cita, é pouco provável, mas a questão incomoda

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *