Política Serra SC

TCE/SC: Contas de Anita batem na trave

SÃO AS CONTAS DE 2018 JÁ QUE AS DE 2017…

Uma dor de cabeça a mais para o prefeito João Cidinei da Silva (PL) que tentará a reeleição em Anita Garibaldi. Até agora nenhuma conta dele obteve recomendação de aprovação no TCE/SC. Aquelas de 2017 tiveram a recomendação pela reprovação dos conselheiros por causa dos gastos excessivos no primeiro ano de gestão. A defesa de João Cidinei pediu reapreciação argumentando que naquele primeiro ano foi preciso pagar muita conta de prefeitos anteriores. E daí deu o estouro nos números. Não houve decisão ainda desse pedido de reapreciação.

MAS DE 2018…

Chegaram à Câmara de Vereadores as contas do segundo ano de gestão com recomendação do TCE/SC pela reprovação. Caberá aos vereadores dar a palavra final. Mas tem uma curiosidade nessas contas. Conselheiros sugerem a reprovação das contas em nome de João Cidinei da Silva e Tadeu Furtado. É que o vice esteve prefeito entre 23 de agosto e metade de dezembro de 2018 com o afastamento de João Cidinei. Ele teria contribuído, portanto, numa gestão que apresentou desiquilíbrio nas contas.

SIGNIFICA QUE…

Se os vereadores atenderem a recomendação do TCE/SC e rejeitarem as contas de 2018, a decisão afeta João Cidinei que tentará a reeleição e Tadeu Furtado que se desfiliou do MDB, aderiu ao PSD e se coloca como pré-candidato a prefeito. A rejeição de contas, embora passível de defesa, é um dos itens que pode tornar agente público inelegível.

João Cidinei: Nenhuma conta de sua gestão foi aprovada. Aquela de 2017 está em grau de recurso, onde se pede reconsideração no TCE/SC e as contas de 2018 tiveram parecer daquela Corte pela reprovação, cabendo aos vereadores decidirem a respeito.

Recomendação da rejeição das contas de 2018 abrange o nome de Tadeu Furtado, visto que ele ficou prefeito por quase quatro meses naquele ano em Anita

CURIOSIDADE EM ANITA

Ministério Público, através da Promotoria de Justiça de Anita Garibaldi, oficiou a Câmara de Vereadores que não tinha – até agora – analisado nenhuma conta do prefeito João Cidinei. O presidente do legislativo, Antônio Figueiró, respondeu ao MP que a Promotoria deveria cobrar da Procuradoria em Florianópolis que atua no TCE/SC. É que as contas estavam amarradas lá, sem ter chegado à Câmara para apreciação. Pois bem. Agora as contas, pelo menos de 2018, chegaram para análise dos vereadores.

Compartilhe

1 comentário para: “TCE/SC: Contas de Anita batem na trave”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *