Política

Cotidiano político paroquiano ali na Câmara

Não, longe de colocar na boca dos protagonistas do processo político local dos tempos atuais aquelas falas que a gente pensa que eles falam. Mas se falassem, poderiam estar dizendo o seguinte…

ÊNIO DO VIME ASSUME NA CÂMARA

– E seguirei defendendo o meu povo neste parlamento porque lá no Executivo é sempre um tormento!

– Trate bem teu colega do PSD e respeite a postura dele sobre o Paço, vereador Jair!

– Deixa comigo, vereador Lucas. Deixa comigo!

 

DAS FALAS FICTÍCIAS

OU NEM TANTO, NÉ?

– Mas quem disse isso de mim, vereador Chagas? Foi o Gerson?

– Não vi o semblante do medonho, Presidente. Só ouvi o sotaque!

– Mas homi! Vai mesmo deixar MDB? Venha para o PL. Você pode ser outro Marcius!

pensando, vereador Ivanildo, pensando!

– E não esqueça vereador Lucas, sobre aquela ideia de vice… Há interesse!

– Fiquei sabendo que lá no Paço estão cogitando um tal Marin para suceder o Gringo. Não é você?

– Pode ser, Jean Pierre. Porque melhor que mim, não existe outro Marin. Mas no PP não dá. Lá o Juliano que manda!

– Então se pinche do PP, tio Luiz. O que é que está esperando? Nem espere a janelinha!

Fotos: Nilton Wolff

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *