Política

Júlio Garcia no radar da PF e Receita

Assunto mais comentado na molhada quinta-feira dos florianopolitano é a operação Alcatraz desencadeada pela Polícia Federal. Desde 2017 uma investigação apura a utilização de notas frias para dar legalidade a recebimento de valores e repasses a terceiros. A investigação tem a checagem de dados pela Receita Federal que apurou dois grupos empresariais atuando de forma suspeita. São 41 mandados sendo cumpridos. Além de Floripa, São José, Ituporanga e uma cidade paulista estão no foco da apuração.

Assunto é destacado pelos articulistas do DC pela repercussão que o assunto gera na Capital

 

PRESIDENTE DA ALESC

Um dos mandados de busca e apreensão cumpridos pelos policiais federais foi no apartamento do deputado Júlio Garcia, presidente da Assembleia Legislativa. Os policiais deixaram a moradia do parlamentar com uma sacola (de possíveis documentos) para integrar a apuração da investigação.Não houve prisão e na tarde desta quinta-feira, através de nota, o deputado deverá se pronunciar.

Júlio Garcia que foi eleito presidente da Alesc em 1.º de fevereiro teve contra ele um mandado de busca e apreensão de documentos para apurar suposto envolvimento em irregularidades apuradas pela Receita Federal

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *