Política

Lages 2020: Pouco provável cenário de 2016

DIFICILMENTE LAGES TERÁ APENAS TRÊS CANDIDATURAS

Quarta-feira da semana que vem, dia 16, é o prazo limite para a realização de convenções e definição de candidaturas a vereador, prefeito e vice. Nessa uma semana e 48 horas que faltam para as definições, nada está absolutamente definido em Lages. Não é possível afirmar nem se a chapa da reeleição Ceron e Polese será reeditada sem mudanças. Caminha para isso, mas até tal cenário poderia sofrer alteração em nome daquilo que se definir nas outras chapas.

MAIS DE TRÊS CHAPAS

A menos que haja uma costura significativa entre os vários lados da eleição local, o lageano poderá ter – diferente de 2016 – mais de três chapas na disputa. No cenário deste 7 de setembro, são sete pré-candidatos. Acredita-se que permaneçam de quatro a cinco na disputa.

Assim foi o cenário da eleição passada onde o eleitor escolheu entre Ceron, Marcius e Amaral

NÚMEROS DE 2016

Roberto Amaral obteve 28,99% dos votos válidos, Marcius contabilizou 32,96% e Ceron foi eleito com 38,05% da votação válida. Somente 92.616 eleitores participaram da escolha. Entre abstenções, brancos e nulos exatos 29.460 eleitores não ajudaram na decisão de 2016.

QUAIS SERIAM AS CHAPAS 

NESTE MOMENTO EM LAGES?

Lucas Neves (PSL) – Com provável presença de Jair Júnior compondo como vice, embora o vereador do Podemos declare que é pré-candidato a prefeito, Lucas deve ainda buscar algumas costuras nesses próximos dias para formar a chapa.

Antônio Ceron (PSD) – Se não houver alguma adesão de última hora vantajosa para a formatação da coligação, o PP mantém Juliano Polese como vice.

Dilmar Monarim (PSDB) – Juntou-se a fome com a vontade de comer. Monarim quer concorrer a prefeito. E o PSDB quer um candidato em Lages. Não fazemos ideia do vice. Talvez Monarim também não faça, ainda.

Carmen Zanotto (Cidadania) – A deputada vem para a disputa e poderá (poderá não significa que irá) ter o MDB para compor como vice. Talvez a professora Fátima Ogliari, numa dobradinha inédita de duas mulheres numa chapa em Lages.

Samuel Ramos (DEM) – Ele se distanciou do Paço, integrou os Menudos, desistiu de participar do agrupamento, dialogou com Ceron, foi a Blumenau e retornou garantindo que será candidato a prefeito. Pode ser que seja naquela estratégia do Paço de que, quanto mais candidato a prefeito melhor.

Cleimon Dias (PT) – Postura respeitosa ao Partido dos Trabalhadores que escalou o professor e ex-diretor do CAV para a disputa. Falta somente definir o vice.

Cláudio Bianchini (PRTB) – Não acredito que Bianchini leve adiante, mas tem dito que concorre a prefeito pelo partido do General Mourão.

Eduardo de Matos, Professor Ed (PSOL) – Na verdade foi o primeiro partido a definir candidaturas em chapa própria em Lages. Pâmela Santos é a pré-candidata a vice-prefeita pelo PSOL.

***

EMPREENDIMENTO BOM PARA

INVESTIR E EXCELENTE PARA RESIDIR:

CONHEÇA O MIRANTE DA BOA VISTA

As condições de financiamento das unidades remanescentes no Mirante da Boa Vista você pode financiar em até 90% do valor. Últimas unidades à venda!

Registro de Incorporação R3/39.142. 

Informações: contato@terraimoveisltda.com.br

WhatsApp: (49) 99149 2327

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *