Política

Lages 2020: Promotor de Justiça prefeito?

Deveras surpreendente uma das costuras pensadas para a disputa eleitoral do ano que vem em Lages. Passaria pela escalação de uma liderança serrana que atuou como Promotor de Justiça na cidade por um longo tempo antes de ascender na carreira, tornando-se Procurador de Justiça (Promotoria em 2.º grau). A essas alturas qualquer conjectura é válida, sendo que o único prazo que urge é o domicílio eleitoral que carece de ser carimbado até um ano antes da eleição, ou seja, dentro de 15 dias.

Num cenário aberto à disputa eleitoral do ano que vem, foi ventilada até a possibilidade de um integrante do Ministério Público se testar nas urnas em 2020 e, se obtiver êxito, tornar-se prefeito a partir de 2021. Pois então!

 

PP DO PAÇO É PAPO FIRME

Um dos operários (sic!) da presença progressista no governo da república lageana não vê razão para fomentar discórdia entre supostos grupos que a sigla poderia ter na cidade. Entende que o PP é uno e indivisível no projeto que trouxe ao mundo a atual gestão. E aqueles que, embora filiados, não leem na cartilha, não são. Apenas estão PP.

O que é inconteste naquilo posto é o respeito e valorização que Ceron tem pelos parceiros de caminhada. Mesmo diante de desgastes e polêmicas envolvendo progressistas do Paço, inclusive alguns fritados entre um episódio e outro, o Gringo optou por praticar aquilo que ele repete com um sotaque bem carregado: leALLdade

Compartilhe

2 comentários para: “Lages 2020: Promotor de Justiça prefeito?”

  1. Caro Edson! Apenas uma pequena correção no texto acima. O prazo atual para domicílio eleitoral é de 06 (seis) meses e não mais 01 (um) ano. Nesse sentido, dispõe: “Art. 9, da Lei 9.504/97, Para concorrer às eleições, o candidato deverá possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de seis meses e estar com a filiação deferida pelo partido no mesmo prazo”. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *