Política

Lages: Câmara aprova contas de 2018

PLACAR FOI DE 9 A 7 PELA APROVAÇÃO

Relatório veio do TCE/SC com recomendação pela aprovação das contas referentes ao segundo ano do mandato de Ceron. Mas por causa de posicionamento divergente do Ministério Público de Contas devido ao gasto a mais em Educação e a um déficit orçamentário, os vereadores de oposição, liderados pela bancada do PSL, votaram em bloco pela reprovação das contas. Mesmo assim, sete votos não são suficientes. Seriam necessários 11 votos para a rejeição.

A rejeição de contas é um dos pressupostos que leva à inelegibilidade do gestor público. Mas para que isso configure, em tese, é preciso o dolo para levar à rejeição

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *