Política

O nó dos destinos eleitorais em SC e Lages

Gelson Merísio esteve na convenção do PP. Não significa adesão ao progressismo. Mas boa vizinhança. A tendência mais provável é de que o ex-candidato a governador de Santa Catarina, com aquele patrimônio de um milhão de votos, filie-se ao PRB.

PUXA PARA LAGES

O PRB é a sigla provável de filiação de Lucas Neves ao deixar o PP no mês de março, caso não ingresse no PSL. TDeputado Fábio Schiochet (presidente estadual do PSL) elogiou Lucas na prosa que tivemos na Clube FM, mas foi cauteloso ao procurar valorizar – também – outras lideranças da sigla em âmbito de Lages.

CAUTELA DE LUCAS

Porque não quer ficar refém do PSL, um assessor de Lucas Neves presidirá o PRB na paróquia. Ou seja, Lucas está convidado pelo PSL e PRB e poderá lá na frente analisar o melhor rumo.

Lucas recebera convite do governador Carlos Moisés para ingressar no PSL. Mas o presidente da sigla no Estado, embora tenha elogiado a postura e a carreira do vereador mais votado de Lages, foi cauteloso no sentido de valorizar outras lideranças locais, citando inclusive Juliano Chiodelli para o projeto de 2020

VEJA AS COISAS COMO SÃO

Em optando em se filiar ao PRB, Lucas Neves ingressará no mesmo possível partido de Gelson Merísio, amigo pessoal de Antônio Ceron, o atual prefeito de Lages. Daí a coçada de cabeça reside no fato de Merísio não misturar projeto político com a vivência pessoal ou, de repente, deslocar o PRB para integrar o projeto do Gringo aqui, numa eventual busca de reeleição. Isso pode acontecer? Mas na política tudo pode acontecer!

Por seu turno, Merísio, amigo pessoal de Ceron, tem possível tendência de ingressar no PRB, sigla na qual Lucas Neves conta com um assessor dele como presidente em Lages, que seria uma espécie de Plano B para o vereador em termos de filiação em março de 2020 para concorrer em outubro a prefeito.

Interessante, não é mesmo?

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *