Política

PSD: Bastidores de um partido quase partido

Existem dois noticiários sobre os passos e descompassos do PSD em Santa Catarina. Na Capital se fala em um partido dividido, enquanto no interior o foco tem sido acelerar a chamada operação presença de olho na potencialização do nome do PSD para a sucessão de Colombo/Pinho. “Não mudou nada o projeto. Conversei bastante com o governador (Colombo) semana passada e tenho feito isso com Merísio também. O foco é aquele: cada sigla com nome em potencial tem seu pré-candidato”, aponta o prefeito de Lages, Antônio Ceron.

FORTALECIMENTO NO SUL

Pré-candidato Merísio iniciou um projeto denominado sabatinas regionais. Ele percorre as regiões onde tem ADR e participa de debates com segmentos. Na sequência ocorre um encontro com lideranças da região. Nesta semana Merísio desce a Criciúma. No Sul do Estado há o foco maior de insatisfação com ele por causa da prisão de João Rodrigues.

QUE INSATISFAÇÃO?

Alguns prefeitos e vereadores do PSD – ligados a João Rodrigues – não tiram da cabeça que quem colocou o deputado atrás das grades foi Merísio (como se este tivesse poder para isso!). Daí que o encontro no Sul é emblemático para fortalecer o pré do PSD ou esse ter uma resposta de tal insatisfação dos rodriguistas.

João Rodrigues chegou a declarar apoio ao projeto de Merísio. Depois a mosca azul (também pode chamar de Júlio Garcia) o incentivou a entrar na disputa para ser o pré do PSD. Daí veio a condenação, a prisão e uma insatisfação de seu grupo que, equivocadamente, atribui a Merísio o poder no STF para decidir por esse inferno astral de Rodrigues

DEBANDADA PARA O DEM?

Ainda ontem colega de Itajaí indagava se tinha procedência a informação que corre sobre a ida de Colombo para o DEM. O governador licenciado lideraria um grupo do PSD rumo ao Democratas. Bobagem. Colombo jamais deixaria um partido que ele estruturou como governador, colocando um carimbo positivo, para se aventurar numa sigla diferente. É fato, no entanto, e o próprio prefeito Ceron nos confirmou isso, que existe um interesse de João Paulo Kleinubing em migrar para o DEM. “Queremos demovê-lo da ideia porque o João Paulo é muito importante para o PSD”, aponta o prefeito de Lages.

Ceron com Merísio (e João Alberto à esquerda): Projeto traçado lá no passado de cada sigla ter seu pré-candidato está de pé. “Merísio tem trabalhado muito”.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *