Política

PSD: Ceron vira segundo vice de Hobus

Com a bênção do ‘papa’ Kassab, o PSD catarinense juntou os caquinhos na era pós-Merísio e apresentou a nova formação da Executiva Provisória para conduzir a sigla no processo eleitoral de 2020. Como apontado desde o princípio, por causa daquele estilo quase de padre, conciliador e bom ouvinte, deputado Milton Hobus foi ungido à presidência da sigla.

Hobus (direita) aqui com Skurdlark e Berlanda, disse que aceitou comandar o PSD nessa transição porque teve apoio das bancadas Estadual e Federal

OUTROS NOMES

A deputada Marlene Fengler, eleita no espaço que ocupava Merísio na Assembleia Legislativa, ficou como 1.ª vice-presidente do PSD. O prefeito Antônio Ceron que tocou o PSD nos momentos de disputa eleitoral ano passado como presidente é o 2.º vice-presidente.

Ceron agora assina como um dos vices do PSD em Santa Catarina

CHORORÔ DOS PRETERIDOS

Arão Josino foi para a rede social lembrar que fez 12 mil fotos para Federal ano passado e discordar da indicação do prefeito Zancanaro (Campos Novos) para comandar o PSD Jovem. “Por respeito às nossas bases não posso concordar com a nomeação de forma arbitrária para essa função de liderança”, apontou Josino. Os nomeadores não devem perder o sono diante do esperneio trazido a público.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *