Política

PSL perde seu coordenador na Serra

ARMANDO GÖCKS OPTA POR DEIXAR A TAREFA

Articular o PSL na Serra Catarinense para a disputa eleitoral deste ano. Este foi um dos desafios atribuídos ao professor Armando Göcks que encarou a tarefa dialogando com lideranças e buscando agregar nomes para o projeto de 2020. Bem sintonizado no cenário político e com boa relação com o presidente estadual da sigla, deputado Fábio Schiochet, Göcks clareou a situação em muitos municípios. Com isso, independente da saída de Bolsonaro da sigla e dos desgastes recentes do governador Moisés, o PSL consolidou nomes para a disputa.

PORÉM

Apesar dessa postura construtiva, o professor Armando Göcks não se sentiu a vontade para continuar na peleia dentro do PSL. Ele mesmo deixa claro que sua decisão nada tem a ver com as polêmicas que envolvem o governador, até porque acredita na lisura do líder maior da sigla. Assim, o coordenador regional do PSL comunicou ao presidente estadual da sigla que está se recolhendo da missão.

Göcks entre o governador Moisés e o presidente Schiochet e a opção de não mais coordenar o PSL na Serra

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *