Política

Reforma: Reação ao voto de Carmen Zanotto

A deputada lageana estava, de fato, num fundo de guampa. Carmen Zanotto sabia que agradaria alguns e desagradaria outros. A votação dela contra a reforma trabalhista pode ter contentado parte do eleitorado, mas desagradou o setor produtivo. Mesmo aprovada a reforma trabalhista, houve quem lembrasse por longo tempo de seu posicionamento contrário.

DESSA FEITA…

A deputada argumentou sobre adendos e alterações que, mesmo sem desidratar a proposta, permitiram avanços para alguns segmentos. No post que compartilhamos em rede social, alguns comentários:

Antônio Adenir Cardoso – “Parabéns Carmen”

Elói Céris – “Parabéns deputada Carmen, o Brasil agradece”.

Daniela de Oliveira – “Já não votava nesta uma, agora vou fazer campanha contra”.

Ênio Ribeiro Filho – “Aos lageanos, que estão em vias de obter suas aposentadorias ou outros benefícios que terão o corte pal reforma, sugiro que a partir de hoje procurem a deputada Carmen para resolver suas pendências previdenciárias”.

Anacris Wolff – “Se fosse tão boa a reforma não teria distinção de classes, simples assim (…). Se o Brasil está do jeito que está é de tanto entupir dinheiro para políticos, assessores e milhões de auxílios financeiros e cargos comissionados”.

Odilon Vieira – “É, mas tava em cima do muro…”.

Gustavo Costa – “Parabéns deputada” Orgulho da nossa Serra Catarinense”.

Enilda Seifer – “Não tenho nada contra ela votar. O que me irritou nessa gente é que eles não cumprem o que prometem. Eles não sabem o que é SIM, SIM, NÃO, NÃO”.

Gilnei Schlemper Varela – “O povo tem o que merece. Reelegeram essa t… e outros tantos…. Taí e não reclamem agora”.

Deputada Carmen nesse registro de arquivo quando de encontro com Bolsonaro. O voto dela não foi como base, mas como adesão à proposta da reforma. O desgaste do posicionamento é do jogo. Se votasse diferente também haveria posicionamentos contra ela.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *