Política

Samuel: “De forma independente na Câmara”

Terceiro vereador mais votado na eleição de 2016 com seus 1.815 votos, Samuel Ramos assume sua vaga na Câmara depois dos primeiros 37 meses do mandato como integrante do colegiado de Antônio Ceron. Prestes a ingressar no DEM, partido que é uma espécie de filial ora do PSD, ora do PP – o presidente Kleinubing é assessor parlamentar de Amin – Samuel Ramos fala em atuar nesses 10 meses e pouco restante do mandato de forma independente na Câmara:

“Trabalharei de forma independente e em benefício das pessoas do nosso município”

Samuel entre Gerson e Pedro Figueiredo, dois colegas dele de PSD e ainda o quarto integrante do partido, Jair Júnior. Naturalmente que o termo ‘de forma independente’ não significa sem estar em sintonia com o Paço. Até porque soaria estranho deixar a equipe de Ceron hoje e amanhã começar a dar bordoada na gestão.

PSD MURCHA NA CÂMARA

Pelo menos em termos de quantidade de eleitos, o partido do prefeito Ceron vai ficar menor. Com a saída de Samuel Ramos (para o DEM) e Jair Júnior (provavelmente para o Podemos), a sigla que elegeu cinco ficará com a trinca: Aida, Gerson e Pedro.

PRESIDENTE FICA NO MDB?

Presidente Vone nos disse ano passado que se um determinado tcho que foi secretário na administração anterior continuasse no MDB ele iria repensar o destino partidário. Mas o determinado tcho não milita mais entre os pelegos. Logo, o vereador Vone não deve migrar para outra sigla, embora mantenha uma relação próxima com o PSD de Ceron e se constitui ainda no primeiro político de Lages a apoiar Bolsonaro na cruzada para virar Presidente.

Presidente Vone com Ceron quando do retorno dos trabalhos legislativos na semana passada. O vereador do MDB tende a seguir na sigla para a reeleição, mas há estreita relação com o grupo de apoio a Bolsonaro

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *