Política

Vereador Luiz Marin choraminga no PP

Falando ao colega Vantuir Rech no Clube Comunidade da Rádio Clube FM, o vereador Luiz Marin voltou a chorar as mágoas em relação ao tratamento que vem recebendo – e principalmente deixando de receber – do partido pelo qual se elegeu, o PP. Ouvindo-o dá para fazer uma metáfora interpretando que Marin foi aquele ‘transplante político’ que o corpo rejeitou o órgão transplantado. É que o vereador sempre foi um pelego histórico, filiado ao velho MDB de antigas lutas.

E…

Ali numa altura da caminhada fez uma mudança extrema, deixando o mundo pelego e migrando para os opositores, no caso o PP. Até houve uma relação harmoniosa nos tempos do sempre conciliador, o saudoso Renatinho. Porém, com o falecimento do homem que conduzia os progressistas na harmonia, Luiz Marin ficou num cantinho sem muita valorização.

INCLUSIVE

Está lá no futuro livro Além do Continente das Lajens – que conta as nuances paroquianas depois dos escritos do Licurgo – que é atribuído ao PP a derrota na eleição de 2012 para Elizeu Matos e todo aquele inferno de prisão e afastamento vivido pelo ex-prefeito. Claro que se Elizeu não tivesse sido eleito em 2012 não teria passado pelo caos de vida que enfrentou. Ocorre que o candidato a vice de Ceron em 2012 era para ser Luiz Marin. Daí o PP inventou e colocou a professora Sirlei Rodrigues. E deu no que deu para Ceron e Elizeu.

O faceiro Luiz Marin aponta que seis partidos já o convidaram para se filiar lá na puladinha de janela a partir de 3 de março. Ele não esconde críticas ao vice Juliano Polese e dá impressão que não segue mais no PP.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *