Serra SC

Agressões verbais e tensão em Urubici

Lá É do conhecimento de todos o episódio de janeiro deste ano, quando os vereadores Gilberto Morgan (PSDB) e José Luiz de Andrade (PMDB) foram flagrados com fardos de cerveja dentro do porta-malas do carro oficial da Câmara de Vereadores de Urubici, em frente a um mercado, na Praia de Ingleses, em Florianópolis. O flagrante aconteceu durante o recesso parlamentar, e sem a autorização do presidente da Casa, vereador Ivair Niehues (PR).

Caso ganhou ampla repercussão na imprensa por conta do uso do carro oficial para o transporte de cerveja

DESDOBRAMENTO

Do episódio houve um inquérito policial e articulação para cassar os dois vereadores. Esses, informaram que se deslocaram à Capital para um encontro com um senador. Em relação às cervejas, disseram que se tratava de uma doação para a rainha do carnaval da cidade, e que eles apenas fizeram o transporte. NA CPI instaurada, um Mandado de Segurança no TJ/SC parou tudo. Argumento da defesa dos dois vereadores foi de que não houve sorteio dos membros para a composição da CPI.

CONSEQUÊNCIA

Essa manobra jurídica, de acordo com o vereador Guilherme Oberlaender, além de inviabilizar a CPI, desmoraliza a atuação do legislativo. “Quando o fato aconteceu, seis dos nove vereadores da Casa protocolaram o pedido de impeachment. Significa que a maioria dos representantes da Casa não compactua com os fatos ocorridos, e está buscando dentro da legalidade conduzir as investigações”, aponta, destacando ainda que a Casa tem um compromisso moral em dar uma resposta à sociedade. “Foi um escândalo nacional. Além das fotos que comprovam o fato, os vereadores tiveram direito à ampla defesa”, destaca Oberlaender.

Vereador Guilherme Oberlaender (Cidadania) aponta que o propósito é conduzir o processo contra os dois vereadores de forma transparente e dentro da norma

PRESIDENTE AGREDIDO

“Tenho sofrido agressões verbais e ameaças a minha integridade física, por parte dos envolvidos. Isso já aconteceu dentro da própria sede da Câmara e foi testemunhado por várias pessoas. Já tomamos as medidas cabíveis juridicamente, mas esse é o contexto que estamos vivendo”, declara o presidente da Casa Ivair Niehues, revelando o clima de tensão no legislativo de Urubici.

Presidente Ivair Niehues relata agressões verbais nas dependências da própria Câmara de Vereadores de Urubici

P. S.

Naturalmente se os vereadores citados tiverem algum contraponto ao assunto, fiquem à vontade para compartilhar conosco!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *